Eufaula , uma pequena cidade no interior do Alabama, uma população de um pouco mais de 13 mil habitantes. Como em todas as cidades pequenas as fofocas sobre todos correm soltas em Eufaula, existe um rol de mal- falados na cidade que vivem sobre intrigas dos vizinhos que desaprovam cada atitude destes. Em um lugar onde todos se conhecem não se é permitido cometer grandes deslizes, afinal ninguém gosta de estar na boca do povo, correto?
Lexie
Admin
Perfil [#] MP
Julliet
Narrador
Perfil [#] MP
o fórum está oficialmente aberto!Divirtam-se, podem começar suas postagens e aguardem as surpresas que Eufaula trará para seus cidadãos.
Sweet Home Alabam by Jullietkingsley on Grooveshark
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Golden AfternoonRPG Jogos Vorazes
Para parcerias contate a staff e adicione nosso bottom ao seu fórum.
Código:
<a href="http://sweethomealabama.forumeiros.com/" target="_blank" alt="Sweet Home Alabama"><img src="http://i.imgur.com/GuIwh9a.gif" /></a>
A skin é propiedade de Sweet Dandelion, que o disponibilizou para o fórum. Tramas e cannons criados por Lexiel Lidel e Julliet Mitchel. Todos os direitos reservados. O Plágio é crime previsto no Código Penal Brasileiro e sujeito a prisão ou multa.

Block! Lift! Cut!

Ir em baixo

Block! Lift! Cut!

Mensagem por Audrey Clark em Sab Jul 27, 2013 6:36 pm



Dados da RP

Particpantes: Audrey Clark, Georgina Stark e Rebecca Pierotti ( mas quem quiser vir também é bem vindo, beijos )
Clima: Frio fora da escola e ainda mais frio dentro do ginásio.
Dia 14 de feveireiro de 2013, aula de Educação Física



Where there is desire
there is gonna be a flame


14 de fevereiro – Gimnasium – Becks, Georgie e Sra. Potts
Wearing #Friends #PlansForTonight


Ela realmente detestava jogar vôlei. Não era alta o suficiente para bloquear ou cortar as adversárias e, sejamos francos, não tinha nem um pingo de habilidade. Além do mais… Estava morrendo de frio usando aquele shortinho minúsculo que fazia parte do uniforme da educação física da escola. A única coisa que a deixava um pouco, mas não muito, mais a vontade era que a aula era só para meninas, mas mesmo assim sentia o rosto queimar toda vez que um desconhecido passava pela porta. Não que eles estivessem olhando para ela, mas ela sentia-se constrangida demais. Audrey as vezes deveria trabalhar esses seus problemas com seu corpo miúdo.
Soltou um muxoxo olhando para o lado, onde Rebecca estava estirada na arquibancada, ignorando a professora quando a mesma mandava à loira, nas suas próprias palavras “Mexer esse traseiro branquelo e ir fazer algo que prestasse.”
Audrey riu baixo, pondo as mãos enfaixadas devido à sua posição de pivô sobre a boca, quando levou uma bolada na cabeça. Não conseguiu conter o grito de dor e a professora virou para ela e a olhou com uma careta de poucos amigos.
- Algum problema, Senhorita Clark? – ela perguntou cínica e falsamente preocupada. Audrey massageou a própria cabeça, negando com a cabeça, então a professora apenas deu de ombros como se não tivesse se importado nem por um segundo e soprou o apito, mandando o restante das garotas correrem em volta da quadra. Soltou um muxoxo e foi se sentar ao lado da loira.
- Hey, Becks. – sorriu para a amiga, com uma das caretas mais pidonas que ela podia fazer. – Como você consegue? – perguntou, frustrada. Ela nunca fazia as aulas práticas e sempre passava. Raspando, mas passava. Audrey não foi feita para o exercício físico. Suspirou teatralmente, descansando sua cabeça no colo da amiga, rindo da careta que ela estava fazendo.
A professora não demorou a voltar suas atenções para ela e Audrey pediu para que fosse liberada da aula, alegando que estava com enxaqueca devido à bolada, se sentindo tonta e com uma leve falta de ar. Só Deus sabe como a mulher não a mandara direto para a suspensão. Audrey mentia muito mal.
Provavelmente pela falta de ar. Era de conhecimento público que Audrey era asmática, não podendo estar em ambientes fechados com fumantes ou fazer exercício físico por muito tempo, e se acontecesse algo com ela a mãe ficaria muito irritada.
Não demorou para que Georgina se juntasse às duas e Audrey finalmente se levantou, ajeitando as meias para que elas abrangessem a maior área possível. Só queria pegar um casaco e ir para casa, ou melhor, para a casa de Georgie, porque sua mãe não deixaria que ela fosse para o Big Daddy’s à noite. Caso fosse para casa, ela realmente não queria fugir para ver o show de uma banda, especialmente porque sua mãe não merecia aquilo.
Ainda não entendia o por quê de estar tão extasiada em ir em um concerto de punk rock. Até agora ela nunca gostou daquele estilo musical em especial mas quando Becks a arrastou pro Big Daddy’s e ela conheceu o baterista… Foi estranho. Sabia da fama dele e se tivesse juízo ficaria bem longe, mas o perdeu assim que ele passou seu braço por cima dos seus ombros e sugeriu acompanhá-la até em casa. Por sorte suas amigas o impediram e ela chegara sã e salva, sem nenhum arranhão – ou melhor alguma marca de chupão no pescoço – na casa de Georgie, porque sua mãe surtaria se sua querida filha chegasse em casa às três da madrugada.
Respirou fundo, acenando para a loira de cabelos curtos e olhos azuis. – Pronta pra hoje, Georgie?

_________________

Call it magic
When I'm with you And I just got broken Broken into two Still I call it magic When I'm next to you
avatar
Audrey Clark
High School
High School

Mensagens : 204
Data de inscrição : 11/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Rebecca Pierrotti em Sab Jul 27, 2013 8:35 pm



tedious
i'm wanna leave.



Rebecca achava impossível que alguém conseguisse sentir mais tédio do que ela com aquela aula chata; não que ela não gostasse de esportes, até porque ela tinha 1,73 de altura e isso ajudava. Não que isso a fizesse um gigante e a pessoa ideal para jogar basquete ou volei, mas ainda assim era melhor do que nada. Olhou para Audrey e riu ao ver o desespero de sua amiga na quadra. Audrey era a miudinha do grupo e era evidente o desespero em sua face ao ver a bola indo em sua direção e isso deixava a loira irritada. Sabia muito bem que aquelas asquerosas faziam isso de propósito, que jogavam a bola em direção a Audrey pelo simples fato dela ser pequena e não ter altura e nem força o suficiente para acabar com a felicidade delas.

Suspirou e desejava que desce tudo certo naquele jogo, ou então iria no meio daquelas garotas mostrar-lhes o demônio que habitava em seu corpo.

Limitou-se a continuar sentada na arquibancada vendo as outras jogarem, suarem e se matarem para fazer todas as ordens da professora. Revirou os olhos. Ao menos a sua má fama servia para isso, Rebecca não fazia nenhum exercício físico naquela escola, a não ser ficar andando pelos corredores. Não que isso realmente conte, mas é melhor do que nada, certo?
O apito da professora soou alto e a loira olhou para ver o que tinha acontecido e se deparou com a velha olhando para Rebecca, que olhou-a de volta com uma cara de "hey! Qual o seu problema?". Então a professora começou a gritar a plenos pulmões para que a jovem Pierrotii fizesse alguma; Becca revirou os olhos e levantou-se sem pressa alguma, sabia muito bem que daqui a apenas alguns segundos estaria ali sentada mais uma vez.

Olhou para suas amigas e decidiu entrar no time adversário de Audrey apenas para causar um pequeno pânico naquelas hipócritas; assim que se aproximava do grupo, as garotas começaram a olhá-la com pânico e foram se afastando sem nenhuma vontade de esconder o que faziam. Até que uma delas resolveu se pronunciar e gritou desesperada para que Rebecca saísse dali. A loira colocou as mãos na cintura e olhou para a professora com uma cara de "eu te avisei".

Deu meia volta e voltou para onde estava sentada com um sorriso de vitória. Sentou-se preguiçosamente e logo o jogo voltou ao normal, mas então, é claro, aquelas idiotas tinham que fazer alguma para atingir Rebecca de alguma maneira, e como elas não era loucas e muito menos corajosas o suficiente para fazer algo diretamente contra a loira, resolveram usar Audrey. A loira bufou irritada e sorriu solidária a baixinha quando ela ia até a arquibancada também.

- É fácil. As garotas não aguentam ficar perto de mim, por causa do demônio, você sabe. Então a professora prefere que uma aluna fique sem jogar. - Disse apontando para si mesma - Do que ver toda a turma sentada e com medo. Então como ela não pode me reprovar por isso, porque veja bem, eu até jogaria, mas as garotas entram em pânico quando eu vou pra quadra, ela simplesmente me passa. Com uma nota extremamente baixa porque não faço nada. - Deu de ombros, não se importava qual seria a nota, contanto que passasse, é claro. - Mas quem se importa, não é mesmo? O segredo é nunca reprovar. - Piscou um de seus olhos azuis para a sua amiga e lhe fez um cafuné.

- Hey, G! - Cumprimentou sua amiga ao vê-la. - Sai daí de uma vez e vem pra cá.


Audrey Linda e Georgie  ₪ Ginásio - High School  ₪ Frio, 14/02  ₪ <3

_________________
Only You

Oh boy, have you seen my heart? It’s beating so loud, I’m falling apart and only you can bring me back to life. Only you can put me into right
—jaybird.
avatar
Rebecca Pierrotti
High School
High School

Mensagens : 215
Data de inscrição : 13/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Georgina Stark em Dom Jul 28, 2013 12:57 am


like I'm a domino
Every second is a highlight
Georgina não era muito maior que Audrey, o que fazia vôlei ser uma tarefa desafiadora, mas ainda sim ela gostava do esporte e modéstia a parte até se saia bem. Se o time da escola não fosse recheado de vadias ela até consideraria entrar para o time de vôlei feminino, bateu as duas mãos e esperou a bola vir na sua direção, Georgie recebeu e levantou, a próxima garota jogou a bola para o outro lado da rede e uma das amiguinhas de Holliday mandou um corte, na direção da cabeça de Audrey. Georgie berrou, discutindo com a professora que fingiu não ter visto nada demais.

- Eu acho que alguém devia ver seu diploma, aposto que foi comprado. – Murmurou, Audrey saiu da quadra e foi até Becky que estava lá na sua bancada, sorte a dela não precisar fazer o exercício. Quando a a loira gritou para ela se juntar a bancada ela girou um dedo. – Apenas um momentinho. – Gritou de volta, nesse momento ela recebeu a bola e deu o terceiro passe, deu corte com todas as suas forças e viu com deleite a garota que jogou a bola em Audrey receber a bola de volta, na cara.

- STARK! – A treinadora berrou, Georgie fez uma reverencia e se dirigiu para fora da quadra onde suas amigas estavam, apontou para a ruiva a sua frente. – Essa foi para você, baby.

Se jogou no banco gelado e passou a mão nas duas tranças que usava. Se ela estava pronta para hoje a noite? Sorriu para as duas. – Estou mais do que preparada, eu estou elétrica, é impressão minha ou o dia está demorando a passar? – Disse dando uma espiada no seu relógio esportivo.

- Eu acho que você devia falar com os caras da banda Becky, quem sabe você fique de vocalista. – Falou para a loira que revirou os olhos cheios de lápis de olho, Georgina deu de ombros. – Quem sabe com a sua voz eles a banda decole de uma vez, huh, e eu seria sua empresaria, por sinal. – Disse, mas então um ladinho seu murmurou que ela não se sairia boa como empresaria e que no mínimo, faria a banda ir a falência. Murchou no banco, e tentou ignorar o pensamento pessimista, que parecia estar com ela 24 horas por dia.

- Mas e vocês, estão preparadas? Já falaram que vão para a minha casa essa noite não é? – Ir para a casa da loira baixinha era o ritual que as três, e Abby faziam, de alguma forma todos os pais deixavam com que as garotas fossem estudar na casa de G, ou fazer uma festa de pijama, ou qualquer evento bobo de garotinhas, porém, elas faziam tudo, menos coisas de garotinhas.
menines-  shortinho secçy- postei, é
template coded by always and forever of atf


_________________

And I can't help myself All I wanna hear him say is "R U MINE?" -<3

avatar
Georgina Stark
High School
High School

Mensagens : 302
Data de inscrição : 11/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Audrey Clark em Dom Jul 28, 2013 2:00 am


Where there is desire
there is gonna be a flame


14 de fevereiro – Gimnasium – Becks, Georgie e Sra. Potts
Wearing #Friends #PlansForTonight


- Se elas realmente te conhecessem saberiam que você é um anjo, Becks. – Audrey sorriu, desfazendo o rabo de cavalo e dando uma piscadinha para a loira. Todas as garotas perseguiam o grupo das garotas, mas Audrey era a que mais sofria com aquilo tudo. Não sabia se era pela perseguição propriamente dita ou porque ela era a mais sensível do grupo. Estava ficando cansada de sempre ser defendida pelas amigas, até porque quem quer uma menina que não sabe se impor? Que não sabe se defender e fazer o que realmente quer da vida?
Mordeu o lábio inferior, amarrando o cabelo em marias-chiquinhas. Definitivamente ele não iria querê-la se ela continuasse daquela forma tão... Fraca. Frágil. Sensível.
- E hey, você está certíssima, Becks. Educação Física nem sequer é uma matéria que conte para o ingresso na faculdade. – acenou com a cabeça, sorrindo para as amigas e rindo quando Georgie dedicou um corte a ela, pondo as mãos sobre o coração e, afetada, soltou um suspiro – Ah, minha heroína! O que eu posso fazer para agradecer-lhe? – sorriu, um pouco vermelha e risonha. Não conseguia explicar muito bem, mas ela realmente sentia-se como ela mesma, a verdadeira Audrey, quando estava com as amigas. Longe delas as coisas eram... apáticas, estranhas. Encostou na testa com as costas da mão e olhou para o teto teatralmente, ciente de que as amigas estavam rindo da careta de mocinha salva pelo herói.
Voltou a sentar-se ao lado de Rebecca, sendo seguida por Georgina. Quando Georgie falou sobre a banda Audrey sentiu seu corpo todo gelar, mas fingiu que não estava pensando em um certo baterista. Oh, é claro, todos os integrantes eram lindos... E inalcançáveis. Muito, muito, além das palavras. Fez um biquinho de leve e olhou para o chão, fingindo estar prestando atenção no tênis de ginástica que ela comprara no verão passado para fazer caminhada. É, o coitado só via a luz nos dias de prática na escola. Poderia ter gastado seu dinheiro em roupas um pouco mais, como poderia dizer? Hmm. Transadas? Talvez assim pudesse chamar mais a atenção dos garotos e parar de ficar trocando de roupas com Georgie, que era a única do grupo que tinha o manequim mais parecido com ela.
Assentiu, concordando com as palavras de Georgie sobre Rebecca tentar ser vocalista da banda. A voz da amiga era linda e Audrey tinha muito dó de ela não mostrá-la para o resto do mundo. Achava aquilo tudo uma privação de algo esplendido. – Você sabe que o que ela falou é verdade Becks. Sabe, acho até que vou te inscrever no American Idol ou no The Voice. – sorriu, tombando a cabeça e imaginando Rebecca Pierrotti em um programa como aqueles. A garota ia acabar chingando todos os jurados!
Soltou uma risada baixa, mas estava falando sério. Georgie ainda falara de ser a empresária dos garotos e Audrey olhou para ela rapidamente, acenando, descrente. – Você provavelmente vai é ficar secando o Michael ao invés de fazer seu trabalho, amiga. – riu baixo, terminando de arrumar as marias-chiquinhas. Audrey não pensou muito, mas algo em seu interior lembrou-se de alertá-la de que, se The Black Box decolasse, ela não teria nenhum tipo de chances com Oliver e ela se sentiu dividida. Não sabia se ficava feliz, porque aí a tentação não estaria mais tão presente, ou se ficava triste, porque perderia algo que parecia ser tão promissor. Negou com a cabeça, despertando a curiosidade com as amigas e mordeu o lábio inferior.
Por Cristo! Vocês nem conversaram direito Audrey!
Repreendeu-se, mentalmente, soltando mais um de seus característicos muxoxos, e assentiu para Georgie. – Você sabe que minha mãe adora que eu fique na sua casa, G. Se ela pudesse me deixava lá toda a semana, mas ela não gosta que falem, especialmente porque ela ainda está tentando se redimir por algo que aconteceu há mais de dezessete anos atrás. – deu de ombros, mas realmente se sentia culpada. A mãe tinha uma vida toda pela frente e ela tinha ido pelo ralo assim que Audrey fora concebida.
Aquilo mexia com o emocional da ruiva mais do que todas as provocações de Holliday e companhia.


_________________

Call it magic
When I'm with you And I just got broken Broken into two Still I call it magic When I'm next to you
avatar
Audrey Clark
High School
High School

Mensagens : 204
Data de inscrição : 11/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Abigail Howard em Dom Jul 28, 2013 11:27 am

1º POST
AZAMIGAS

Wonder if he knows, he's on my radar

Abby dirigia-se ao ginásio rapidamente, onde sabia que suas amigas se encontravam. Caminhava depressa, quase corria na verdade. Precisava contar a novidade para as meninas. Guardou seu Iphone em sua minúscula bolsa e apressou o passo ainda mais.

Assim que entrou no estádio parou para tentar localizar suas amigas, e então as encontrou na arquibancada. Correu até elas, ignorando os gritos histéricos da treinadora. E quando a velha entrou em as frente, ela garota parou e colocou as mãos na cintura, encarando-a.

- Olha aqui sua velha chata – disse ela um tanto quanto impaciente – Você sabe muito bem que tenho licença dessa sua aula insuportável. Então agora sai da frente que tenho mais o que fazer.

Disse ela passando pela treinadora. Para muitos professores a garota era um verdadeiro anjo, mas para outros ela era o demônio, e os tratava muito mal, afinal não era obrigada a aturá-los sempre. E ninguém a descobriria, afinal a maioria a achava meiga e fofa demais para destratar qualquer um.  Caminhou até a arquibancada, rebolando, deixando sua saia de líder de torcida movimentar-se conforme ela andava.

-Hey bitches - Sorriu para as meninas assim que sentou-se ao lado delas. – Tenho novidades quentíssimas.

Notou o desanimo e o tédio no olhar delas por causa da aula e revirou os olhos. Eram tolas, afinal quantas vezes oferecera a elas um lugar no time das lideres de torcida e elas foram bobas demais para aceitar.

- Ahh qual é meninas, não me venham com essas caras, sorriam – disse ela sorrindo de forma sapeca – Afinal eu consegui uma visitinha ao camarim dos maravilhosos da The BlackBox.

Mordeu o lábio esperando por uma reação de suas amigas, e quando viu que elas entenderam finalmente que não era uma brincadeira da garota, elas gritaram loucamente, fazendo com que a treinadora gritassem com elas, porém Abby apenas jogou a cabeça para trás, rindo loucamente da amiga.

- Ok, podem me agradecer mais tarde, pagando-me uma dose de tequila[/colar] – abraçou as amigas e ficou olhando-as e pensando no quanto era sortuda por tê-las em sua vida - Nunca pensei que fosse tão fácil conseguir isso. Se soubesse teria tentado antes.

Deu os ombros lembrando-se do pobre coitado a quem ela prometera muitos beijos, apenas por coloca-las para dentro do camarim dos integrantes da sua atual banda preferida.

code by ITZEL


Última edição por Abigail Howard em Dom Jul 28, 2013 8:43 pm, editado 2 vez(es)

_________________

Abigail Howard
—Male
avatar
Abigail Howard
High School
High School

Mensagens : 70
Data de inscrição : 27/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Rebecca Pierrotti em Dom Jul 28, 2013 3:19 pm



tedious
i'm wanna leave.



Olhou para Audrey e sorriu. Aquela baixinha era sempre tão linda, fofa e meiga. Becca não fazia a mínima ideia de como elas eram tão amigas sendo tão diferentes, Audrey sempre sabia o que dizer e em qual momento deveria dizer para melhorar as coisas. - Bem, ainda bem que elas não me conhecem então. Eu não suportaria ter essas retardadas no meu pé. - Olhou para as suas colegas que ainda estavam na quadra, agora jogando em paz já que não tinham que lidar com a "concorrência". - Até porque meu coração já está cheio com as amigas que tenho e não preciso delas. - Se bem que a loira não se importaria nenhum pouco de deixar um certo vocalista ocupar um espaço em sua vida.

Até queria achar alguma graça na empolgação de suas amigas em relação ao show que iriam mais tarde, mas Rebecca sabia muito bem que estava extremamente empolgada, mas ela ficava muito na sua para demonstrar. As vezes até mesmo parecia que havia perdido a habilidade de demonstrar o que sentia; mas não é como se isso fosse algum super defeito e ela agradecia por ter adquirido essa habilidade ao longo dos anos, assim ninguém daquela cidade imunda sabia o que se passava com ela. Tirando suas amigas, obviamente.

Porém, a coisa era que realmente não havia como se sentir preparada, calma e controlada o suficiente para aquele show. Não quando os integrantes daquela banda eram todos tão... Malditamente sexys e gostosos. E ainda tinham aquele ar de "não mexam comigo" e eram tão mal falados por toda a cidade que era impossível não querê-los, ao menos um pouquinho.

Rebecca revirou os olhos quando escutou G falando que ela deveria entrar para a banda. Bem, não que ela não quisesse, é claro, mas a banda era feita completamente por aqueles caras e Becca não tinha cacife o suficiente para juntar-se e eles, mesmo que fosse algo que desejasse. - Empresária é? - Perguntou com um sorriso brincalhão em seus lábios. - Acho que você iria estar muito ocupada com um certo guitarrista para cuidar da carreira da banda.

Olhou para Audrey incapaz de acreditar que ela estava concordando com o que o Georgina dizia. Logo Audrey que era sempre tão racional, que era definitivamente a voz da ração naquele quarteto. - Os moradores de Eufaula iriam jogar água benta em mim se eu fosse cantar, isso se não jogassem suas facas em mim. - Fez um pequeno biquinho, odiava ter que se limitar por causa daqueles moradores irritantes, mas isso iria mudar algum dia.

Fez um sinal positivo para Georgie feliz de estarem mudando de assunto, não gostava quando tornava-se o foco da conversa e nem quando suas amigas falavam sobre sua voz. Por mais que Becca tivesse toda aquela imagem de "não mexam comigo" e a cara de poucos amigos, ela não sabia lidar com atenção, sentia-se extremamente sem jeito quando ela era o foco de alguma coisa, tirando quando ela fazia algo intencional como chamar atenção na cidade ou na Escola, mas isso era outros quinhentos. Ao menos já estava tudo combinado em casa sobre hoje a noite. Já havia comunicado o seu pai que iria dormir fora já que estava precisando demasiadamente de uma noite de garotas pois estava farta de todo aquele falatório da cidade, pediu para que ele cuidasse de Maisy e também comunicara sua irmãzinha para que ela não se preocupasse ou pensasse que também havia sido abandonada por mais uma pessoa de sua família.

- Hein? - Olhou para Abby sem processar corretamente o que a quarta integrante do grupo dizia. Ficou fitando-a ali por algun segundos até sua ficha finalmente cair. - AAAAAAAAAAAAH! - Gritou por fim compreendendo tudo aquilo e tapou sua boca com as mãos para abafar o grito estridente que saíra de sua garganta. - Porra, Abby! Pra quem você deu pra conseguir isso? - Jogou-se nos braços de sua amiga, sorrindo feito a louca que era, feliz por poder ter um tempinho a sós com os integrantes do The BlackBox. Cara, só de pensar que ela iria ver o Iann tão de perto começava a lhe vir dezenas de imagens em sua cabeça. Imagens que ela definitivamente não poderia ficar imaginando tantas vezes.

- Quer saber? Não importa pra quem você deu. - Disse rindo, ainda sem acreditar que iriam não apenas ao show, mas que também entrariam no camarim deles. Oh. Meu. Amado. Deus. Se Rebecca fosse gaga, teria que falar com eles cantando, porque definitivamente iria travar de tão nervosa e extasiada que estaria. - Eu já te disse o quão demais você é, Abby?

- Oh meu Senhor! - Exclamou ao lembrar-se daquele russo ostentação e olhou imediatamente para Audrey. - Você, baixinha, nem pense em ficar longe das minhas vistas nessa noite, ok? Eu sei muito bem o que aquele cara quer com você e você é a minha coisinha mais rara, pura, fofa e linda desse mundo. - Rebecca não queria dar uma de mãe e muito menos uma de empata foda, mas não conseguia suportar nem ao menos a ideia de que uma de suas amigas saísse mal de ter alguma coisa com eles. No início seria mil maravilhas, é claro. Mas não queria que ninguém ali ficasse mal depois e por mais que fosse fã deles, acabaria com a raça de cada um caso algo acontecesse a Audrey ou a Georgie. Ou até mesmo Abby, mesmo que Abby fosse louca e morresse de vontade para ter Paul no privado.


Audrey Linda, Georgie e Abby  ₪ Ginásio - High School  ₪ Frio, 14/02  ₪ <3

_________________
Only You

Oh boy, have you seen my heart? It’s beating so loud, I’m falling apart and only you can bring me back to life. Only you can put me into right
—jaybird.
avatar
Rebecca Pierrotti
High School
High School

Mensagens : 215
Data de inscrição : 13/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Georgina Stark em Dom Jul 28, 2013 5:06 pm


like I'm a domino
Every second is a highlight
- Talvez... Quem sabe eu fique mesmo. -Deu uma risadinha maliciosa, tentando não deixar muito na cara, mas deeer... As meninas sabiam que ela tinha uma queda pelo Michael, o guitarrista da banda.  E ele era tão lindo, engraçado, mal humorado e rebelde que fazia Georgie ter um ataque cardiovascular. Não podia deixar de negar que sentia uma puta queda, talvez um precipício pelo loiro que era o filho da Juíza, que muitas vezes ajudou ela e Caroline indicando advogados ou resolvendo ela mesma alguns dos assuntos da sua família e a passar a casa para o nome delas,  muitas vezes já foi na casa moça entregar algumas papeladas e deu de cara com o filho da Juíza, talvez tenha adquirido uma espécie de admiração por ele desde então.

Toda vez que eles se viam Michael tratava de fazer alguma coisa para deixar Georgie irritada ou envergonhada, o que dava certo, e isso a deixava ainda mais atraída por ele, todas as vezes que pensava a em ir embora da cidade tinha duas coisas que a impediam, sua família (suas amigas e Caroline) e ele. Talvez seja ilusão dela, mas não custava nada sonhar só mais um pouquinho. O máximo que podia acontecer era ela quebrar a cara, e isso ela já estava acostumada.

Viu Abby chegar rebolando na sua saia de líder de torcida e assoviou para ela, fazendo com que ela se exibisse ainda mais, riu e esperou ela chegar para contar a novidade do ano, quem sabe do século. Gritou ao mesmo tempo que Becky e segurou Audrey que ameaçava ter um ataque asmático, pulou do banco e abraçou a amiga também. – Se você quer garantir sua passagem no céu, está de parabéns! Por mim você já tem um trono de ouro com um coral de anjos gostosos pra você.

Aiiiiiiii, show do The BlackBox COM EXCLUSIVIDADE! Se você quiser eu te levo ao México pra beber toda a tequila de lá também. – Bateu os pés e palmas e parou, olhando para Rebecca que estava dando um tapa na cara da alegria. Se espalhou pelo banco, relaxada enquanto ela falava com Audrey e como deviam tomar cuidado.

- Hey bitch, don't kill my vibe. – Falou numa voz lenta e calma, olhou para a carranca de Becky e deu uma olhada angelical para a mesma, tentando não levar um tapa. – O que eu quero dizer é que, nenhuma de nós vai fazer nada de errado essa noite, nós vamos apenas nos divertir e quem sabe você consiga alguém também. – Disse erguendo uma sobrancelha
Maaaaas não posso dizer que é mentira o fato de que todo mundo aqui quer alguém da banda, e são quatro caras na banda, e nós somos um grupo de quatro meninas. É matemática simples. – Deu de ombros e riu percebendo que estava no seu mais bom humor naquele dia.

Não era nem preciso perguntar o motivo.
menines-  shortinho secçy- postei, é
template coded by always and forever of atf


_________________

And I can't help myself All I wanna hear him say is "R U MINE?" -<3

avatar
Georgina Stark
High School
High School

Mensagens : 302
Data de inscrição : 11/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Audrey Clark em Dom Jul 28, 2013 7:52 pm


Where there is desire
there is gonna be a flame


14 de fevereiro – Gimnasium – Azamiga
Wearing #Friends #PlansForTonight


Revirou os olhos para o que Rebecca falara. – Se eles tentassem eu iria te defender, Becks. E não me venha com essa cara. Você sabe que eu sou capaz de tudo por vocês e pela Abby. E sabe o que eu acho? É até bom elas não gostarem de você. Sobra mais pra gente. – rindo, deu de ombros, fechando os olhos com uma cara de que aquilo não tinha nada demais.
Audrey não conseguiu segurar a risada que lhe deu acesso quando Abigail chegou, com sua usual pose de rainha e enfrentou a professora para falar com elas. A amiga fora dispensada da Educação Física e já as chamara várias vezes para o time de líderes de torcida da escola, mas Audrey realmente não se sentia bem em ser jogada para o alto. Estava linda, como sempre, em seu uniforme de líder de torcida e Audrey assentiu com a cabeça, à medida que Georgie e Rebecca assoviavam para Abby e ela se exibia para todas as garotas do ginásio, provavelmente para demonstrar a todas quem é que mandava naquela escola, apesar de todas as tentativas de Holliday de mudar aquele quadro.
-Hey Abby, que conta de novo? – Sentou-se ao lado delas e Audrey espremeu-se entre Georgie e Rebecca para escutar a novidade tão avassaladora que Abby tinha para contar. Assim que ela terminou Audrey sentiu seu coração ser esmagado e Céus! Só com a ajuda de Georgie ela não caiu ali mesmo, tendo uma crise de asma. Ah. Meu. Bom. Deus. Audrey estava chocada. Podia escutar os gritos de Georgie e Becks, mas ela sentia seu rosto queimar. Aquilo realmente estava acontecendo? Reprimiu a vontade de se beliscar e mordeu o lábio inferior, a crise de asma sendo substituída pelo maior sorriso que Audrey conseguia dar. Soltou um gritinho de amor pela amiga pelo que ela fizera e a abraçou, junto das outras. – Sério Abby, o que nós seríamos sem você? – riu, com os olhos marejados de emoção.
Jesus. Cristo. Ela tinha completa certeza de que morrera e estava no paraíso. De que outra forma a vida dela poderia estar rumando para tão promissor destino? Ela bem tinha pressentido que o dia seria épico quando levantou da cama hoje de manhã. A educação física tinha ofuscado seu palpite, mas Abby deixara tudo muito melhor. – Amiga, depois do que você fez. Você merece tudo, sem restrições. Quem sabe você e o Paul não se acertam, huh? – deu uma piscadinha para a loira e riu junto a elas, mas parou de rir quando Rebecca chamara sua atenção falando do russo, segurando Audrey e abraçando-a, como que para protegê-la. A risada deu lugar ao constrangimento e Audrey ficara, muito provavelmente, da cor do seu cabelo ruivo. – Becks! Claro que não. Ele nem olhou pra mim direito. Não. Não mesmo. – pediu, fechando os olhos com força e percebendo a loira apertar o abraço em volta do seu corpo. Só voltou a abrir os olhos quando Georgina mandou ela não matar a alegria de todas e riu baixo, tentando ignorar o olhar assassino que Rebecca estava dando a Georgina. Estava prestes a defender a amiga quando ela se explicou.
Tinha que tirar o chapéu para a amiga, aquilo era realmente verdade. Todas estavam interessadas em ao menos um cara da banda, mas, sinceramente? Ela não via como Oliver poderia se interessar por uma garota baixinha que mais parecia uma pigméia. Sorriu quando Georgie deu de ombros, mas logo soltou um muxoxo. – Claro, G. Viu Becks? Um pouco de confiança cai bem as vezes. – sorriu, abraçando de volta a amiga e tentando mudar de assunto. Uma parte de seu cérebro perguntou-se se ela realmente tinha concordado com o fato de que estava afim de Oliver, mas preferiu ignorar. Suas amigas sabiam que ela estava e, mesmo que ela as vezes não gostasse muito de admitir, elas conheciam Audrey melhor do que qualquer um.
Desvencilhou-se da loira por uns instantes e ajeitou de novo as marias-chiquinhas. Tinha certeza de que estava parecendo uma criança com aquelas roupas e aquele penteado em especial, mas por mais que Audrey tentasse se desvencilhar daquele estilo puppet, bonequinha, ela não conseguia. Parecia estar enraizado nela. – Essa aula não termina? – choramingou para as outras, querendo sair logo da última aula do dia e ir para a casa de G. Não tinha que trabalhar às sextas-feiras e agradecia muito por aquilo.


_________________

Call it magic
When I'm with you And I just got broken Broken into two Still I call it magic When I'm next to you
avatar
Audrey Clark
High School
High School

Mensagens : 204
Data de inscrição : 11/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Abigail Howard em Dom Jul 28, 2013 8:42 pm

1º POST
AZAMIGAS

Wonder if he knows, he's on my radar
Depois de todo alvoroço, abraços e agradecimento de suas amigas, Abby se ajeitou e sentou novamente e sorriu para elas. Revirou os olhos lentamente para Becks enquanto a loira passava um pequeno sermão em sua baixinha preferida.

Concordava que Audrey deveria ter cuidado com o Russo, afinal ele tinha um ar de cara mal, mas também não achava certo proibir a ruiva de aproveitar o máximo e divertisse, afinal, Becks faria o mesmo com o vocalista da anda.

- Ahh qual é Becks – disse passando o braço em volta dos ombros da ruiva – Deixa meu chaveirinho usar e abusar daquele russo gostoso.

Disse fazendo sua melhor cara de vadia. E então logo jogou a cabeça para trás e riu escandalosamente, o que chamou a atenção da treinadora e das outras garotas, que olharam feio para elas, o que fez Abigail rir ainda mais.

- E me poupe G – deu os ombros e fez um beicinho meigo – Não dei pra ninguém, apenas convenci amigavelmente ao Richard a nos deixar entrar – disse batendo seus longos cílios várias vezes, enquanto se referia ao pobre coitado do garçom do bar onde a banda tocaria naquela noite. – Não dei para ninguém, ok? A-I-N-D-A.

Disse referindo-se ao baixista da banda. Geralmente Abby ficaria com o vocalista, e líder da banda, afinal era o principal, o que chamava mais a atenção, o mais evidente, o que combinava mais com a rainha da escola. Porém algo em Paul a conquistara, talvez sua cara de mal humor e mistério tenha atraído como uma maldição. Algo nele não estava certo, e ela precisava descobrir.
Levantou-se quando Audrey reclamou da aula, dizendo que queria ir embora.

- Ok, vamos – e quando as outras a olharam de forma questionadora, Abby revirou os olhos – Estou oficialmente tirando vocês daqui. Vamos, mecham essas bundas dai. – E então desceu os degraus da arquibancada – Ou preferem ficar?

Caminhou, quase desfilando, até a treinadora dizendo que estava indo embora e que levaria suas amigas consigo, e que caso ela não gostasse, que reclamasse ao sr. prefeito. Tudo porque sabia que todos temiam seu pai, e nunca o enfrentariam, ou incomodariam falando de sua amada e idolatrada filha perfeita.

Enquanto deixava o ginásio, virou-se e mandou um beijinho no ar para Holliday, que a fuzilava com o olhar enquanto jogava vôlei, porque ainda não conseguira entrar para o time de líder de torcida, e se dependesse de Abby, nunca entraria.

code by ITZEL

_________________

Abigail Howard
—Male
avatar
Abigail Howard
High School
High School

Mensagens : 70
Data de inscrição : 27/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Henry Hoffman em Dom Jul 28, 2013 8:45 pm

Save Me
I can hardly remember
The look of my own eyes
How can I love this a life so dishonest
It made me compromise


Henry sentia-se extremamente nervoso, sabia muito bem que não tinha permissão para fazer o que estava prestes a fazer, sabia muitíssimo bem que não poderia ir a aquela hora aonde estava indo, mas hey! Ele estudava ali, seus pais pagavam a mensalidade e como assim agora as pessoas lhe diziam onde ele poderia ir e onde não poderia? Nana nina não. Ele não estava indo vandalizar local algum e nem iria invadir a sala do diretor, então que problema tinha? Nenhum, é o que ele esperava.

Respirou fundo reunindo-se com coragem e olhou para os lados a fim de saber se estava sendo seguido, vigiado ou qualquer outra coisa que pudesse vir a acabar com seus planos. Suspirou ao ver que estava sozinho e caminhou com passos apressados pelos corredores até o ginásio. Viu que as portas que levavam ao ginásio estavam fechadas e amaldiçoou alto, desta vez sem medo de alguém escutá-lo e pegá-lo com a boca na botija.

Mas é como diz aquele ditado: quem não arrisca não petisca. Ou não vê a garota que você ama desde que tinha uns oito anos de idade aproximadamente, e somando a sua idade atual, isso faz com que você esteja gostando da mesma menina a dez anos. Porra! Era tempo demais amando alguém sem essa pessoa amor, maldito amor platônico que consome suas vísceras e te faz sofrer como um condenado a morte, consumindo tudo dentro de você. E ele precisava arriscar, ele iria arriscar, mesmo que nunca petiscasse nada, todas as chances valiam a pena apenas pra ver aquela garota que havia se tornando uma jovem tão bela.

O jovem respirou fundo uma vez mais, fez o sinal da cruz e uma rápida prece aos deuses antigos e aos novos, a qualquer um, rezou para qualquer coisa divina que estivesse passando por ali e o escutasse, qualquer ser divino com um bom coração e que se penalizasse com a situação daquele jovem tão louco e desesperado. Qualquer ajuda num momento como aquele era bem vindo. Colocou o seu melhor sorriso nos lábios e abriu as portas do ginásio e era como se Audrey tivesse um ímã que o atraísse, que o puxasse para ela a cada vez que estavam no mesmo lugar.

Ela sempre era a primeira coisa que ele via, sempre era o rosto dela que ele procurava por entre a multidão e ele conseguia achá-la e distingui-la em qualquer lugar, independente de quantas pessoas houvesse a sua volta. Era como se ela tivesse uma áurea, um brilho. Alguma coisa que a destacava das demais pessoas.

Encontrou-a nas arquibancadas com suas amigas e ficou sem reação no primeiro instante. "Mas que merda você está fazendo aqui, Hoffmann? E tire esse seu sorrisinho da cara!" A professora gritou ao ver Henry ali e ele estranhou as ultimas palavras dela. Sorrisinho? Mas quem diabos estava sorrindo ali? Ah, claro. Quase se bateu na hora ao perceber que estivera sorrindo desde o momento em que a encontrá-la. - Você é patético, Henry. - Murmurou para si mesmo.

Olhou para a professora e tentava arrumar uma desculpa qualquer que justificasse sua presença ali e o livrasse de uma bela detenção. Dei uma rápida olhada para Audrey novamente e percebeu que ela e suas amigas estavam olhando para ele. Automaticamente sua pulsação se elevou, sua boca ficou seca e ele simplesmente... Travou. Logo Henry que sempre tinha uma resposta pra tudo, que tinha um pensamento tão rápido e conseguia bolar as desculpas e mentiras mais cara de pau possível e ainda assim livrar-se da culpa.

Aquela sensação o pegara de surpresa e o desarmara completamente. Audrey estava olhando para ele. Puta. Que. Pariu. Ela estava olhando para ele. E ele estava ali parado como um belo dois de paus ou qualquer outra coisa que seja feita de madeira e fique completamente imóvel. Se ele fosse como ela e tivesse asma, sem dúvida alguma estaria tendo alguma crise e ainda bem que ele era novo, senão estaria tendo um ataque do coração.

"Senhor Hoffmann! Vai me explicar ou não o porque de estar aqui? Ah não ser é claro que prefira uma detenção!" Detenção? Oi? Henry despertou nesse momento e sorriu para sua professora. - Mas professora, não deveria ser os alunos do segundo ano aqui? Afinal, hoje é quarta. - Soou o mais confiante e seguro de si, sabia muito bem que dia da semana era hoje. Deu mais uma olhada para Audrey e sentiu suas pernas fraquejarem; era impressão dele ou ela estava sorrindo diante o que via? Merda. Merda. Merda. Ela estava rindo dele. Ele era uma desgraça total. Não tinha mais chances. Não tinha mais jeito. Henry Hoffmann definitivamente não tinha mais salvação. Ela deveria estar achando ele um grande idiota. Oh, merda. Que diabos ele tinha na cabeça afinal de contas para ir ali sem nenhum plano real em mente?

"Saia daqui imediatamente antes que o senhor fique preso nessa escola durante uma hora a mais depois que as aulas terminarem!" Uow, essa mulher realmente era insuportável e Henry apostaria todas as suas fichas de que ela não tinha uma boa transa há anos. - Ok, minha senhora. Seu desejo é uma ordem. - Curvou-se para a professora e saiu daquele ginásio antes que a velha mudasse de ideia e o deixasse em detenção.

Encerrado





By Sidhe for Source Code

_________________


When I see your face there is not a thing that I would change cause you're amazing just the way you are

avatar
Henry Hoffman
High School
High School

Mensagens : 79
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Rebecca Pierrotti em Dom Jul 28, 2013 9:28 pm



tedious
i'm wanna leave.



Olhou preocupada para Audrey que estava sendo acudida por Georgie; aqueles ataques de asma sempre deixavam a loira desesperada e sem saber muito o que fazer, ao menos a baixinha logo conseguira se estabilizar e respirou aliviada ao vê-la curtindo e comemorando a notícia com as outras.

Riu com descrença do que ouvia. - Realmente. Ele nem te olhou. Ele apenas te traçou com aqueles olhos. - Murmurou um pouco ácida e seus olhos dispararam na direção de G e na de Abby com raiva. Aquelas quengas oferecidas! Não é possível que Rebecca fosse a única a notar toda a pureza e benevolência existente em Audrey. Ela era uma peça rara nos mundos de hoje, algo muito delicado para ser deixado assim, a mercê de qualquer valentão ou cara com boa pinta e má fama. Rebecca havia passado toda a sua pré adolescência cuidando de sua irmãzinha, havia basicamente se tornado mãe da menina, a única coisa que não fazia era produzir leite, até porque só tinha dez anos e não estava grávida. Mas de resto, fizera de tudo por Maisy e era assim até hoje.

Isso acabou por trazer a tona esse jeito meio mãezona em Rebecca e agora ela definitivamente queria adotar Audrey para colocá-la debaixo de sua asa para cuidar da menina e não permitir que aquelas loucas, atiradas e desvairadas ficassem colocando ideias inapropriadas na cabecinha de seu bibelô. Abraçou a baixinha do grupo e quase desejou que ela entrasse para dentro de seu corpo para não escutar e nem presenciar aquilo. Ah, cara. Isso era muito injusto, como Rebecca podia ter essa sensação de ser mãe de Audrey sendo que ambas tinham a mesma ideia e a loira era tão louca e rebelde?

- Foda-se a matemática. Ninguém vai brincar com o coração da minha Fluffy! Se ela quiser deitar e rolar com ele, ok, já entendi que perdi essa. - Suspirou e soltou Audrey com certo pezar. - Mas o que eu quero dizer é que se o russo pisar na bola isso aqui. - Rebecca levantou sua mãe e quase deixou o dedo indicador colocado ao polegar, deixando uma distância extremamente mínima entre os dois. - Ele tá ferrado. E isso serve pros outros também.

Jogou seu longo para trás já que ele estava solto, afinal de contas, não havia motivos para prendê-lo já que nunca fazia nada naquela aula a não ser conversar com suas amigas, escutar música e torcer para a aula acabar logo.

- Annnnnwwwww! - Exclamou ao ver Henry, um garoto com que estudava desde a terceira entrar. Ele era tão fofinho e apaixonado por Audrey que dava uma vontade louca de apertá-lo e mordê-lo, tamanho a sua fofura. Mas é claro, Audrey nunca havia reparado o fato do garoto nunca tirar os olhos dela e ficar com um ar completamente abobalhado quando a via. - Vê, Audrey? Você é linda e os caras sempre te querem. - Disse com um sorriso nos lábios ao ver o que o jovem fazia e deu uma vontade louca de ir até ele e salvá-lo de todo aquele constrangimento. E de quebra fazer com que ele e Audrey se conhecessem finalmente e trocassem algumas palavras nem que fosse ao menos um "hey" ou "oi".

Eles seriam tipo o casal perfeito. O Cute e a Fluffly.

Mas é claro, Abby e Georgie nunca concordariam com aquilo pelo simplesmente fato do garoto não ser popular, não ter um corpo escultural e nem ser mal falado. Revirou os olhos. As vezes sentia-se quase pura perto daquelas duas loiras. Levantou-se depressa das arquibancadas e apenas por costume mesmo passou rapidamente as mãos em sua roupa a fim de tirar qualquer pozinho ou dar uma aliviada no amarrotado.

Olhou mais uma vez para as meninas e suspirou enquanto balançava sua cabeça de um lado para o outro, fazendo seus cabelos caírem mais uma vez em frente ao seu corpo. - As vezes eu me esqueço como a Abby pode ser mandona. Mas agora vamos, baixinha. Seus passos são muito curtinhos, venha. Eu te acompanho. - Falou sorrindo e provocando sua amiga enquanto saíam de uma vez por todas daquele ginásio.


Audrey Linda, Georgie e Abby  ₪ Ginásio - High School  ₪ Frio, 14/02  ₪ <3

_________________
Only You

Oh boy, have you seen my heart? It’s beating so loud, I’m falling apart and only you can bring me back to life. Only you can put me into right
—jaybird.
avatar
Rebecca Pierrotti
High School
High School

Mensagens : 215
Data de inscrição : 13/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Audrey Clark em Dom Jul 28, 2013 10:39 pm



RP encerrada!



_________________

Call it magic
When I'm with you And I just got broken Broken into two Still I call it magic When I'm next to you
avatar
Audrey Clark
High School
High School

Mensagens : 204
Data de inscrição : 11/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Block! Lift! Cut!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum