Eufaula , uma pequena cidade no interior do Alabama, uma população de um pouco mais de 13 mil habitantes. Como em todas as cidades pequenas as fofocas sobre todos correm soltas em Eufaula, existe um rol de mal- falados na cidade que vivem sobre intrigas dos vizinhos que desaprovam cada atitude destes. Em um lugar onde todos se conhecem não se é permitido cometer grandes deslizes, afinal ninguém gosta de estar na boca do povo, correto?
Lexie
Admin
Perfil [#] MP
Julliet
Narrador
Perfil [#] MP
o fórum está oficialmente aberto!Divirtam-se, podem começar suas postagens e aguardem as surpresas que Eufaula trará para seus cidadãos.
Sweet Home Alabam by Jullietkingsley on Grooveshark
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Golden AfternoonRPG Jogos Vorazes
Para parcerias contate a staff e adicione nosso bottom ao seu fórum.
Código:
<a href="http://sweethomealabama.forumeiros.com/" target="_blank" alt="Sweet Home Alabama"><img src="http://i.imgur.com/GuIwh9a.gif" /></a>
A skin é propiedade de Sweet Dandelion, que o disponibilizou para o fórum. Tramas e cannons criados por Lexiel Lidel e Julliet Mitchel. Todos os direitos reservados. O Plágio é crime previsto no Código Penal Brasileiro e sujeito a prisão ou multa.

{I drink to that}

Ir em baixo

{I drink to that}

Mensagem por Oliver Fitzpatrick em Sab Jul 27, 2013 1:46 am



Dados da RP

Particpantes: Oliver Fitzpatrick e Michael Morrisson (quem quiser pode chegar)
Clima: frio na rua, dentro da bar quente e arejado.
Dia 14 de feveireiro de 2013



Cheers ... I drink to that. Oh let the Jamesons sink in.

Oliver não gostava de gente estranha, o que era meio hipócrita de sua parte devido ao fato dele estar morando em uma cidade nova onde ele não conhecia metade da cidade, apesar de que parecia que todo mundo ali o conhecia e sabia de toda a sua história de vida. Franziu a testa enquanto caminhava pela calçada, Oliver morava a alguns metros do seu lugar favorito de toda a cidade Big Dady's Garage, por mais que o nome lhe desse um pouco de repulsa, ele não podia negar que o lugar era bom, e além disso era o palco da banda.
Entrou no recinto e olhou por todos os rostos, algumas pessoas o encararam de volta e outras apenas continuaram a seus afazeres, se dirigiu até a mesa onde uma cabeça loira estava sentada, Mike parecia que estava fazendo algum tipo de conta de nível Einstein devido ao seu foco no aparelho celular, Oliver se sentou na frente do mesmo, que continuou com sua expressão focada.
- Hey Mike – Oliver saudou, tentando chamar a atenção do mesmo, ergueu uma sobrancelha para o amigo. Olhou para a janela e viu uma dúzia de garotas passarem com sacolas de compras, provavelmente para o casamento. Oliver fez uma carranca.  – Odeio casamentos. - Esperava que o que estava para acontecer tivesse pelo menos alguma coisa boa, quem sabe diversão.
Quando o loiro continuou o ignorando, ele bufou e sem paciência tomou o aparelho da mão, finalmente dando atenção que Oliver merecia. Sorriu satisfeito enquanto ouvi alguns palavrões sobre estar interrompendo algo importante.
- Importante? – Falou olhando para o aparelho. – Estou vendo cooomo é importante. – Devolveu o celular que estava mostrando um jogo estranho com vários doces coloridos e chamativos. Se perguntou que diabos era aquilo, e se devia se preocupar com a sexualidade do cara a sua frente.
- Mas enfim, você vai nesse casamento não é? - Disse começando a planejar algo em sua mente.
words: ###; tag: name; notes: here.
FLEUR!

_________________

You sure are looking good
You're everything a big bad wolf could want Little red riding hood I don't think little big girls  should Go walking in these spooky old woods alone
avatar
Oliver Fitzpatrick
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 174
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Michael Morrisson em Sab Jul 27, 2013 2:19 am

scream'nshout

Rock and roll, everybody let's lose control On the bottom we let it go Going faster, we ain't going slow-low-low  Hear the beat, now let's hit the floor Drink it up, and then drink some more Light it up, and let's let it blow, blow, blow  Hey yo, rock it out and rock it now If you know what we talking 'bout Turn it up, and burn down the house ha house
Michael realmente detestava ter que ficar em uma cidade onde odiava quase todos os falsos crentes. Ele também detestava a mãe e ter que se portar para ela toda ve que alguma merda acontecia, e acredite, isso acontecia frequentemente. De toda forma, o único lugar onde ele conseguia digerir tudo aquilo era o Big Daddy’s. Sem carteira de identidade, qualquer um podia beber até cair naquele buraco. É, pode-se dizer que ele passou muito tempo ali no secundário.

Pediu uma garrafa de cerveja ao Alan, o bartender que mais parecia um cara de sexualidade questionável, mas ele não falaria nada. Big Daddy's era um lugar para os párias de Eufaula. As coisas ali eram diferentes. Quando você entrava por aquela porta você se comprometia a ver todo tipo de coisa e se sentir em casa.

Ligou o iPhone e começou a jogar CandyCrush no mesmo. É, engula essa mundo. Ele gostava de jogar aquilo e mesmo assim ainda era muito macho. As gêmeas Townsend que o digam. Não podia fazer nada se era um vagabundo e sua vida vivia no ócio puro com exceção dos momentos em que ele estava com a banda ou alguma garota qualquer.

Deixou soltar um sorriso de canto enquanto tentava decifrar o quebra cabeça, absorto demais no jogo para escutar a voz do amigo, que sentara bem ao seu lado. Só o notou mesmo quando o viado tirou o aparelho da sua mão.

- Filho da puta! - deixou escapar, mas sabia que Oliver pouco se importaria. Os dois eram amigos há pouco tempo, mas hey, parecia que se conheciam desde pequenos. Dois desajustados se reconhecem. - Você acabou de foder com meu jogo todo, desgraçado! - urrou, fazendo uma careta e dando um pedala em Oliver. - Mas é um viadinho mesmo.

Oliver questionou a importância do que ele estava fazendo e devouveu-lhe o celular, não antes de dar uma bela olhada no jogo. Michael revirou os olhos, bloqueando o mesmo e pegando a cerveja pra dar um ou dois goles na mesma. - Mais importante do que escutar teus papinhos de boiola, cara. - Oliver perguntou-lhe sobre o casamento e ele acenou. - É evidente. Bebida liberada, é claro que eu vou estar lá. - soltou um sorriso mau-caráter e virou o rosto para o amigo. - E é óbvio que nossas fãs também estarão. Quem sabe, não sei, você finalmente tira o selinho da ruivinha. - deu uma risada entre os goles e pouco se importou com a reação de Oliver.

Michael era realmente um filho da puta, mas disso, todos sabiam faz tempo.

- De toda forma... Onde estão aqueles retardados? - perguntou, como se não quisesse nada, referindo-se ao restante da banda.

_________________
This is how I show my love
I made it in my mind because I blame it on my a.d.d., baby
☯️
avatar
Michael Morrisson
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 275
Data de inscrição : 24/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Oliver Fitzpatrick em Sab Jul 27, 2013 2:58 am


Cheers ... I drink to that. Oh let the Jamesons sink in.

Oliver riu diante da fúria de Michael, ele não entendia o que tinha de tão divertido nesses jogos de ultimamente, eles pareciam desacelerar a mente das pessoas ao invés de ajuda-las, e também jogos deixavam Oliver inquieto, e isso era algo que nem ele nem ninguém queria. Afinal, ninguém queria que o Hulk aparecesse.
Revirou os olhos em claro deboche quando o mesmo o xingou, pediu uma caneca com cerveja também, e em instantes uma cerveja dourada e espumosa vinha na sua direção em uma taça gigante de vidro, os olhos de Oliver quase brilharam com a cena, e quando o garçom deu um sorrisinho, Oliver fechou a cara e se perguntou o que Alan estava pensando da vida.

Se focou na bebida e no que Mike falava, coçou a barba por fazer quando ele falou da ruivinha. Ou melhor, Audrey, ela era uma das fãs da banda e Oliver havia saído com a garota no final do show. E quando se diz saiu, foi literalmente saiu, eles apenas caminharam juntos – Oliver estava um pouco mais alegre e passou o braço pelo ombro da ruiva enquanto ambos caminhavam para saída do Big Dady’s – ele se ofereceu para levar ela, mas as outras amigas dela apareceram e acabaram com qualquer coisa que ele pudesse fazer aquela noite, Mike vira tudo e até agora estava achando graça do fato dele ter ficado encarando ela se afastar até não poder ver mais, honestamente? Ele também achou estranho, mas aquela ruivinha merecia ser observada.

- Se eu vou ou não, não te interessa. – Disse bufando. – E também, isso a gente descobre essa noite. – Falou erguendo as duas sobrancelhas.
 – Aposto que consigo algo com ela antes de você, com a loirinha. – Disse no mesmo tom que Mike usara antes. Sabia da fã numero um da banda, pelo menos, a fã numero um de Mike, os dois brindaram, selando a aposta.

Olhou ao redor e franziu a testa, onde estavam o resto do bando? Estranho. – Provavelmente escolhendo algum vestido para o show. – Disse depois de dar mais um gole na cerveja. Se perguntou se a ruivinha também estaria se preparando para ir na apresentação dessa noite, e imaginou o que ele poderia fazer com ela depois do show. Sorriu com o pensamento, parecendo um tipo de maníaco.
words: ###; tag: name; notes: here.
FLEUR!

_________________

You sure are looking good
You're everything a big bad wolf could want Little red riding hood I don't think little big girls  should Go walking in these spooky old woods alone
avatar
Oliver Fitzpatrick
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 174
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Michael Morrisson em Sab Jul 27, 2013 4:21 pm

scream'nshout

Rock and roll, everybody let's lose control On the bottom we let it go Going faster, we ain't going slow-low-low  Hear the beat, now let's hit the floor Drink it up, and then drink some more Light it up, and let's let it blow, blow, blow  Hey yo, rock it out and rock it now If you know what we talking 'bout Turn it up, and burn down the house ha house
Michael riu da aposta do amigo, propondo um brinde. – Você tem certeza? A Stark? – olhou de rabo de olho para o amigo do lado, tomando a cerveja e já imaginando o que poderia fazer com Georgina, ou George, a rainha da floresta e o que ele iria ganhar, além, é claro, do sentimento de “ganhei, Mané” que seria característico caso Michael aceitasse a aposta. – Já ganhei, otário. – sorriu, tomando o último gole na cerveja e pedindo um chopp escuro. É, ele adorava misturar as coisas. Michael era meio nojento as vezes, nada que fosse muito preocupante. Deixou a garrafa em cima da mesa, soltando um suspiro de contentamento e prazer. – Mas só pra deixar as coisas mais... interessantes. O que você diz do perdedor pagar a rodada de todos no happy hour depois do show?

Riu do que Oliver falara, acenando rapidamente. – É claro, as princesas precisam passar muita maquiagem para ficarem apresentáveis. – revirou os olhos levemente, aceitando de bom grado a caneca de chopp que Alan trouxera para ele, batendo uma continência molenga para o barman e dando um belo gole na bebida.

Lembrava-se de ter rido da cara de Oliver quando ele deu uma de cara romântico com a filha da mulher mais chata da cidade, depois de Holliday, é claro. Ele conseguia ver através daquela máscara de santidade. Aquela lá era uma das cobras mais peçonhentas que ele tivera o desprazer de cruzar. Fechou a cara, pensando na quantidade de vezes que ele já quase caíra no tapa com o pastor. Chamem-no de maluco, mas ele tinha certeza de que se Oliver fizesse alguma coisa com a ruivinha ela ficaria em uma cadeira de rodas por pelo menos uma semana.

Podia dizer que já tinha visto o amigo meio... alterado.

- Pensando bem cara, eu acho que não vou nem ser convidado pro casamento. – fingiu que pensava, passando a mão de leve pelo queixo e fazendo um pequeno bico com os lábios. – Kingsley teria um ataque cardíaco se me visse naquela Igreja qualquer dia desses. – soltou uma risada esganada. – É, talvez eu vá. Vai depender da minha vontade de tocar o terror nas garotas e também no das coroas. De toda forma... Nós ainda temos a despedida de solteiro e sempre podemos entrar de penetra. – levantou a caneca, como em um brinde. – O que eu acho muito mais interessante. – sorriu, travesso e terminou de beber o resto do chopp em três goladas.

Cara, ele adorava aquela sensação libertadora que ele tinha quando bebia.

Diabo, ele também mal podia esperar para a noite.


_________________
This is how I show my love
I made it in my mind because I blame it on my a.d.d., baby
☯️
avatar
Michael Morrisson
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 275
Data de inscrição : 24/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Oliver Fitzpatrick em Dom Jul 28, 2013 10:46 am


Cheers ... I drink to that. Oh let the Jamesons sink in.

Riu de Michael. – Tenho certeza que você não será convidado, mas sua mãe sim, então eventualmente você vai acabar lá. – Disse o obvio, apesar de Michael ser a ovelha negra, ele era filho da juíza de Eufaula, a era o símbolo do feminismo, era durona, independente, podia imaginar um cartaz com a foto dela em todos postes com o braço dobrado e a frase “We Can Do It!” ela era também inteligente e muito, muito gostosa. Oliver não podia negar isso, porém, evitava falar isso em voz alta, ou pelo menos na presença de Mike, pois o deixava tão nervoso a ponto de tacar o primeiro objeto que encontrasse na sua frente, e ninguém aqui queria ficar cheirando a cerveja.

Balançou a cabeça, ainda pensativo, merda. Oliver era um mal caráter mesmo, devia ter um pouco de decência de vez enquanto, só pra variar a sua vida. Piscou e voltou a sua atenção no brutamontes a sua frente – nem tão grande assim.
- É, isso eu concordo com você. Não que eu bote muita fé daqueles caras vão fazer alguma coisa decente, mas nada com que nós não possamos arrumar, quem sabe algumas mulheres tirando a roupa por uns dólares, bebidas na conta do noivo, um porre dos grandes. – Deu de ombros. – Talvez o coitado fique tão mal que nem consiga casar no dia seguinte, é, eu acho que nós realmente devíamos participar desse casamento. – Falou rindo.

Viu Mike pedir mais cerveja, Oliver o observou com bom humor. – Eu acho que você devia economizar seu precioso dinheiro, já que vai pagar a rodada durante um bom tempo pra nós.

- Na verdade, acho que devíamos encontrar o resto daqueles bêbados antes que ninguém esteja em condições de tocar nada essa noite. – Oliver não ia beber mais, ele não podia se dar a esse luxo, infelizmente, observou a carranca de Mike e colocou a mão direita debaixo da mesa, só o fato dele pensar em se controlar fez com que ele sentisse os dedos  da mão tremerem, mas não queria que ninguém se preocupasse, ele estava bem, na medida do possível, é claro, mas nada com que ele não conseguisse lidar. – Isso se você não quiser jogar mais esse seu joguinho de viadinho.
words: ###; tag: name; notes: here.
FLEUR!

_________________

You sure are looking good
You're everything a big bad wolf could want Little red riding hood I don't think little big girls  should Go walking in these spooky old woods alone
avatar
Oliver Fitzpatrick
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 174
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Michael Morrisson em Dom Jul 28, 2013 2:45 pm

scream'nshout

Rock and roll, everybody let's lose control On the bottom we let it go Going faster, we ain't going slow-low-low  Hear the beat, now let's hit the floor Drink it up, and then drink some more Light it up, and let's let it blow, blow, blow  Hey yo, rock it out and rock it now If you know what we talking 'bout Turn it up, and burn down the house ha house
Michael deixou a risada bem humorada escapar. – E eu acho que você ta parando pra economizar o seu. – olhou de soslaio para o amigo e tirou o dinheiro do bolso, pagando pela bebida tanto dele quanto de Oliver. Ele adorava testar Oliver, mas sabia que ele estava tentando parar com aquilo tudo. Chegava uma certa hora em que até Michael sentia que o limite já fora cruzado, por mais estranho que aquilo parecesse. – Não acho que a Distinta Juíza Morrisson vá me levar de acompanhante. – negou com a cabeça, fazendo uma careta de “naaah”. – Muitas pessoas influentes comigo no meio? Seria como levar um elefante a uma loja de porcelana. – levantou uma das sobrancelhas para o amigo, percebendo que ele pusera a mão debaixo da mesa. – Além do que... pra que pagar algo que a gente pode ter de graça? – sorriu, bem humorado novamente, falando sobre a despedida de solteiro. Devia ter formado uma banda mais cedo. As garotas gostosas pipocaram assim que eles conheceram Rebecca.

Oliver riu e ele deu de ombros. – Esse casamento vai valer mais pela zoeira do que tudo. – Oliver falou sobre os caras e ele assentiu, mas aquelas cervejas que tomara não tinham muito efeito nele. Michael bebia desde os dezesseis. Era um delinqüente desde aquela idade, furtando de lojas e do próprio arsenal da mãe. Qualquer um ficaria maravilhado em ver a coleção de whiskey que a velha tinha. Suspeitava que ela bebesse pelo menos um copo todos os dias, mas, como até hoje ela não falara nada, ele se sentia muito bem em continuar pegando as garrafas e dividindo com os amigos na noitada depois dos shows.

Assentiu com a cabeça para o que Oliver falara. Era para se encontrarem ali fazia duas horas, não que ele mesmo fosse lá muito pontual, mas conseguira chegar com uma diferença de uma hora. Ainda não acreditava que ele tinha sido o primeiro. Sempre achara que Paul era o mais certinho do grupo.

- Devem estar se lambendo por aí, sabe como eles são. –
riu, bem humorado. Na verdade Michael sempre tinha bom humor. Poucas eram as vezes em que ele estava irritado ou estressado. Ah, os benefícios de ser um vagabundo... – Eles não devem estar longe.

Deu o dedo do meio para Oliver quando ele falou do jogo e revirou os olhos, no entanto. – Cara, pára de falar merda. Viadinho é esse teu corte de cabelo. – deu um sorriso debochado e levantou-se, se alongando e soltando um suspiro de contentamento. Sua bunda já estava ficando quadrada de tanto ficar sentado. Michael não sabia como Oliver conseguia ficar aquele tempo todo sentado em um banquinho desconfortável para tocar a bateria.

Hmm, ossos do ofício, eu acho, pensou consigo mesmo, franzindo a testa. – Eu é que não vou procurar as princesas como se fosse o guarda costas delas. – revirou os olhos, pensando nos amigos. Ele preferia ficar bebendo cerveja até que eles finalmente chegassem, mas seria estranho ele beber sozinho. Oliver já sinalizara que parara por hoje e ele respeitava isso.

_________________
This is how I show my love
I made it in my mind because I blame it on my a.d.d., baby
☯️
avatar
Michael Morrisson
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 275
Data de inscrição : 24/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Oliver Fitzpatrick em Dom Jul 28, 2013 11:07 pm


Cheers ... I drink to that. Oh let the Jamesons sink in.

Oliver bufou indignado, ele estava falando mal do corte de cabelo dele? Pelo amor de Deus, cadê a consideração entre amigos? Falar mal da cara dele era uma coisa, mas falar mal do cabelo de Oliver era ofensivo. – Não é o que a população feminina dessa cidade pensa sobre meu corte. – Falou ignorando o loiro  sua frente, fez uma careta. - Como se essa sua jaquetinha de mulher fosse decente.

Ele sentiu que sua mão estava sem a tremedeira, e quase se deu um premio por se recuperar assim, tão rápido, quem sabe ele tenha salvação no final das contas. Ficou olhando para Mike que se estalava feito uma porta velha de madeira e fez uma careta, horrorizado com aquilo ali, o coitado devia estar com algum problema ortopédico e ele considerou falar para o mesmo marcar uma consulta com o medico local. Mas ignorou,  pelo amor de Deus, ele não era quadrado não, sabia o caminho do hospital e sabia que só iria pra lá se estivesse morrendo ou bêbado demais.

Riu mentalmente, lembrando-se da ultima vez que Mike estivera bêbado de cair.

- Tudo bem super herói, não vamos então, provavelmente eles estão por ai. – Disse o super herói com ironia, porque afinal, aquele ali no final do dia mau conseguia salvar o próprio rabo, quem dirá o dos outros.
- Eu vou fumar. – Anunciou Oliver puxando o seu maço de cigarro do bolso, balançou a mão para o tal Alan indicando que ia fumar, ele já vinha na direção deles perguntar alguma coisa, pelo amor de Deus, chega de viadagem por hoje, já não bastava o joguinho de Mike.

Saíram para fora e ele acendeu o seu cigarro, apenas fumava um tipo de cigarro e era muito exigente, se é pra acabar com os pulmões que acabe com algo de qualidade – ou algo parecido. Viu de longe uma moto vir até eles e estacionar na frente da calçada, um cara enorme desceu da moto e Oliver tragou mais uma vez. – É como se o álcool chamasse a banda inteira pra esse lugar. – Murmurou para Mike que riu, debochado.
words: ###; tag: name; notes: here.
FLEUR!

_________________

You sure are looking good
You're everything a big bad wolf could want Little red riding hood I don't think little big girls  should Go walking in these spooky old woods alone
avatar
Oliver Fitzpatrick
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 174
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Paul Grimm em Seg Jul 29, 2013 12:37 am


You can have it all but how much do you want it?
Big Daddy's Garage Θ Oliver, Michael, Paul and Iann.

Big Daddy’s Garage. Aquele sim era um lugar que trazia muitas lembranças para Paul, a maior parte delas péssimas, e apesar disso ou até mesmo por isso, aquele bar era como seu segundo lar. Um segundo lar cheio de álcool e garotas do ensino médio, mas ainda sim um lar. Os outros já deveriam estar lá, principalmente Mike. Incrivelmente o bar parecia ser o único lugar onde marcavam de se encontrar que o desgraçado não chegava atrasado, porque será? Provavelmente até faria piadinhas do fato de estar lá antes do que ele se não estiver muito bêbado, até porque em duas horas o cara conseguia fazer um estrago daqueles. E o pior é que tinha quase certeza de que era exatamente isso que tinha acontecido, e hoje estava com tudo, menos paciência. Já tinha esgotado qualquer vestígio de bom humor ao esbarrar com Megan, a caminho da igreja com a sua preciosa família. Era incrível como tudo o que aquela mulher fazia ou falava o irritava. Ridícula. Provavelmente só ia para aquela maldita igreja para manter todo aquele teatro de mulher perfeita com vida perfeita, e isso só fazia com que Paul a odiasse ainda mais. Qualquer sentimento de respeito que tinha pela mãe já tinha se esvanecido há muito tempo, e ele com certeza não voltaria a tê-lo nunca mais. Não agora que sabia as verdades sobre ela. Chegava a ser triste, a forma com que algumas pessoas nunca estavam satisfeitas com o que tinham, infelizes. Ela era uma mulher infeliz, e Paul não sentia pena dela. Sinceramente mal sabia se existia algum sentimento dentro de si além de rancor e desgosto por aquela mulher.

Respirou fundo, empurrando as mãos frias para o fundo do bolso de sua jaqueta, pensando no porquê de ter ao menos levantado da cama, aquele dia estava praticamente destinado a ser um desastre e ele já estava o odiando. Para começar, hoje era dia de show. Nada contra, na verdade tinha tudo a favor, adorava tocar seu baixo com os caras, eles eram família, como irmãos. Mas a banda agora estava fazendo muito sucesso, se antes o Big Daddy’s já era lotado de moleques de quinze anos enchendo a cara, agora ficava ainda mais. E isso era incrível para eles, claro. Tudo seria muito incrível se Paul não odiasse fazer parte do centro das atenções. Não, ele não tinha medo de palco, nem chegava perto disso. Só que todas as vezes em que fora o centro das atenções, as coisas não correram exatamente bem, e ele sempre tinha esse tipo de pressentimento como se tudo fosse dar errado de novo. Merda, ele estava cheio de pressentimentos hoje, parecia uma garotinha de colegial falando sobre horóscopos. Revirou os olhos, apressando o passo e tentando imaginar qualquer desculpa para o atraso, sem o menor sucesso.

De esguelha percebeu que uma moto preta estava vindo rapidamente em sua direção até frear segundos antes de qualquer estrago acontecer. Gritou com o desgraçado e já estava pronto para xingar um pouco mais antes de perceber de quem era aquela moto. Iann. Tinha que ser. Bufou empurrando levemente o motorista insano que gargalhava sem parar.

- Filho da puta –

Exibiu um sorriso de canto para o amigo enquanto balançava a cabeça. O cara não tinha jeito. Nenhum deles tinha. E em falar em pessoas que não tomavam jeito, lá estava Oliver encostado na entrada no bar, fumando um daqueles cigarros extremamente caros mas que pareciam ter a mesma porra de gosto que os seus.

- Oliver... cigarros – Apontou debochado para o cigarro nitidamente acima dos quatro dólares que costumava gastar nos seus. Sabia o quanto que Oliver apreciava aqueles cigarros, quase como se fossem um bibelô. Literalmente um bibelô se começarmos a refletir no preço. O cara devia ter algum tipo de fixação por bibelôs, primeiro o cigarro de riquinho, depois a ruivinha... Sorriu com o pensamento, se segurando para não comentar nada. Ele realmente queria aquele cigarro, e do jeito que o russo era, arranjaria qualquer desculpa para não ceder um para si. – Quer compartilhar algum? –

Foi então que percebeu um Mike expondo a careta de sempre para o mundo, fumando um dos cigarros do amante de bibelôs - que com certeza não tinham sido dados por vontade própria, apoiado na parede ao lado de Oliver. Os olhos perdidos deixavam claro o quanto que o Morrison tinha bebido. Bem, pelo menos ele estava bem. Estava vestido.

- Eu realmente espero que você não pretenda beber mais, Mike. Precisamos de um guitarrista hoje, de preferência sóbrio. -

Do jeito que o cara bebia, tinha certeza de que assim que chegara já fora virando qualquer tipo de álcool goela a baixo porque sim. Esse era Michael Morrison, o único ser humano no mundo que parecia possuir mais álcool do que sangue correndo pelas veias.
Credits to Rapture


Última edição por Paul Grimm em Seg Jul 29, 2013 2:43 am, editado 1 vez(es)

_________________
I can't explain any of these thoughts racing through my brain but it's true: baby I'm Howlin' for you. |♪|

avatar
Paul Grimm
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 66
Data de inscrição : 27/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Michael Morrisson em Seg Jul 29, 2013 1:52 am

scream'nshout

Rock and roll, everybody let's lose control On the bottom we let it go Going faster, we ain't going slow-low-low  Hear the beat, now let's hit the floor Drink it up, and then drink some more Light it up, and let's let it blow, blow, blow  Hey yo, rock it out and rock it now If you know what we talking 'bout Turn it up, and burn down the house ha house
Michael revirou os olhos para o que Oliver o respondera. Ah, claro. Todas as garotas queriam sentir uma pegada russa. Elas não se importavam com o cabelo do cara e ele percebeu que nem ele devia se importar. Negou com a cabeça fazendo uma careta e o acompanhando para fora do bar, desligando o celular enquanto isso. Riu, debochando do comentário do moreno sobre sua jaqueta, mexendo nela com a mão para tornar-se ainda mais incômodo. – Você jura? Achei a sua cara. Bem feminina. – exibiu um sorriso falso e afinou a voz, para tentar parecer uma garota. Levantou as sobrancelhas e fingiu estar mandando um beijo molhado para Oliver. E, Michael adorava curtir com a cara dos amigos. As beatas que passavam pela rua o encararam e só faltou uma fagulha para ele não dar a elas um belo ‘vão à merda’ e fazer sinais obscenos, como fingir que ia mostrar seu pênis ou dar-lhes um belo dedo do meio.

O desgraçado não bebia, muito. Mas era um fumante inveterado e sempre que podia Michael conseguia furtar um ou dois cigarros do amigo enquanto ele estava fumando. Não porque não tivesse dinheiro para pagar, mas achava um roubo ter que pagar mais de quatro dólares por um maço que vinha apenas vinte cigarros. Quando pegava dos do amigo, a sensação era ainda melhor, até porque ele adorava ver a cara de desgosto que o moreno fazia por ceder seus preciosos para os amigos.

Riu baixo, pegando um cigarro do maço do amigo sem a sua permissão e o isqueiro do bolso, acendendo-o e dando uma leve tragada, soltando um suspiro de contentamento. Podia existir coisa melhor do que cigarro, bebida e mulheres? Só a combinação dos três. Ele sabia que estaria no paraíso se um dia tivesse tudo ao mesmo tempo e não apenas um a cada momento.

Ouviu o grito de menininha e virou a cabeça, apenas para achar Paul, quase sendo atropelado por Iann. Riu, tragando mais a fumaça e soltando-a no ar pouco tempo depois. Oliver comentara alguma coisa sobre o álcool atraí-los e assentiu com a cabeça. – O que podemos fazer se somos todos um bando de desajustados degenerados que nunca conseguirão participar da sociedade de merda de Eufaula? – fez uma careta, lembrando dos sermões de Tudor sobre como ele era um mau garoto quando ainda era pequeno.

Paul se aproximou da dupla e ele cumprimentou-o com um gesto de cabeça enquanto Paul pedia por um cigarro de Oliver. Soltou uma risada entre os dentes, vendo a carranca presente no rosto do amigo. – Que isso Oliver, não sejamos mão de vaca. A Igreja proíbe a avareza. – riu do comentário, como se ele mesmo achasse aquilo tudo uma besteira só que fazia uma bela lavagem cerebral nas pessoas. Bom, isso era o que a religião fazia com as pessoas, em geral. Se tornavam uns alienados se estivessem sob o olhar do senhor.

Evirou os olhos quando o amigo falara para ele parar de beber e voltou seu olhar, antes perdido no nada pelo estupor da fumaça, para o rosto de Paul. – Ah Paul, vai cuidar da sua vida, cara. Você sabe que eu não fico bêbado faz tempo, mesmo que tente. – deu de ombros, dando mais algumas tragadas no cigarro antes de tacá-lo no chão.

Por que todos sempre tinham que implicar com sua paixão por bebidas e outras drogas em geral?

- Finalmente todos chegaram. - revirou os olhos e agradeceu aos céus, acenando rapidamente para Iann. - Estava começando a achar que as princesas tinham quebrado a unha e estava com depressão demais em sair de casa. - completou, irônico e deu um sorriso de canto quando todos o responderam com um monossilábico "cala a boca, Mike" - Amo vocês também, viadinhas.


_________________
This is how I show my love
I made it in my mind because I blame it on my a.d.d., baby
☯️
avatar
Michael Morrisson
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 275
Data de inscrição : 24/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Iann Denver em Seg Jul 29, 2013 10:01 pm


We're drunk on love.
❛❛So turn the music up I wanna loose control, We're gonna loose control.❜❜

► 01/01/01.
►The Big daddy's
► 19:54
► "As viadinhas".
► blabla
►  blabla

Sai do trabalho cedo, havia avisado ao Marshall que sairia mais cedo devido ao show, e isso me dava uma margem de boas quatro horas antes da apresentação. Porém eu tinha cometido o erro de ter avisado a outra pessoa de que sairia mais cedo. Minha mãe.
Não que eu me incomodasse de ir visitar a velha, mas ela já não estava ficando um pouco idosa para chantagem emocional? Ela me ligou pedindo com aquela voz de quem não quer nada, pedindo para que eu trocasse a lampada da sala para ela, e ficou reclamando do meu velho sem parar. Depois disso, me fez ficar para comer alguma coisa, e nenhuma desculpa do mundo a faria me deixar ir, sem trazer a tona o discurso de que eu devia levar uma namorada em casa logo.
Foda. Não bastava eu ter que dar explicações as novinhas da cidade, e ainda tinha que repetir todo o discurso politicamente correto para a única mulher que eu realmente me importava. Mas ok, mesmo ela sendo um pé no saco, eu ainda a amava, e eu me perguntei como as pessoas conseguiam ter um relacionamento sendo que aturar as cobranças até dos pais já era um porre.
Meu pensamento vageava sobre isso enquanto eu voltava da parte rural de Eufaula aonde meus pais moravam. O barulho alto e constante da moto que eu guiava era quase sempre tranquilizador, mas hoje, nem isso estava me acalmando. Era engraçado que eu confiasse minha vida naqueles viados e não acreditava que ele fossem capazes de chegar na hora?
Dirigi feito um louco pela auto estrada ( Nada de novo. ) e ainda mais insanamente pela cidade. ( Nada de novo novamente. ) Até que subi a rua estreita onde ficava o Big Daddy's. Quando eu estava quase chegando, vi Paul quase na entrada, e então virei a mão no guidão da moto, acelerando-a ainda mais, imbicando-a em cima dele. A cara dele, foi impagavel e soltei uma gargalhada descontrolada, enquanto ele soltava um "Filho da Puta" irritadinho.
- Viado. - Respondi ainda rindo, então desci da moto, tirando o capacete e então entrando no lugar, que parecia quente e embaçado devido a fumaça dos cigarros de todos do lugar, incluindo Oliver.
Eu estava a quatro passos atrás de Paul quando ele pediu um cigarro de Oliver. Bando de drogados do caralho. Passei por Paul, e cumprimentei Mike e Oliver com um tapa na mão, e então me sentei ao lado de Mike, puxando a cerveja dele e dando um gole.
Ri do comentário dele sobre a unha, e então limpei a boca com a costa da mão. - Sua cara mesmo se preocupar com unha e penteado... - Impliquei com Mike. - Você já era metro sexual antes, ou essa é uma descoberta nova pra você?- Disse, e antes que eu levasse um soco ou tapa, levantei as duas mãos, em sinal de rendição ainda segurando a cerveja. - Não estou julgando. Não estou julgando. - Disse e então ri, um sorriso torto e relaxado.
Terminei com a cerveja e então, me espreguicei no estofado, olhando o relógio de parede distraidamente. Ainda tínhamos uma hora ou duas antes do show, constatei quando uma morena de calça de couro colada passou do meu lado. Segui o traseiro dela com os olhos, e então estalei a lingua audivelmente. - Well.. Temos duas horas até o show. Não se matem, não se embriaguem, não se droguem, que eu já volto. - Disse me levantando, passando as instruções como um pai ao sair de casa. Segui a morena que tinha ido para a parte dos fundos do bar, aonde tinha os bilhares. E aquele parecia um ótimo lugar para marcar a bunda dela.





_________________

ARM YOURSELF

I'M THE DOCTOR AND THIS IS THE ONLY WAY OF FIGHT WHICH DESERVE OUR EFFORT AND THEIR APPLAUSE
By ∑Θ

avatar
Iann Denver
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 31
Data de inscrição : 27/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Oliver Fitzpatrick em Seg Jul 29, 2013 10:22 pm



RP Encerrada

Particpantes: Ozomi acima.
Dia 14 de feveireiro de 2013, início da tarde de sexta feira
Próxima parada: Show no Big Dady's Garage

_________________

You sure are looking good
You're everything a big bad wolf could want Little red riding hood I don't think little big girls  should Go walking in these spooky old woods alone
avatar
Oliver Fitzpatrick
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 174
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {I drink to that}

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum