Eufaula , uma pequena cidade no interior do Alabama, uma população de um pouco mais de 13 mil habitantes. Como em todas as cidades pequenas as fofocas sobre todos correm soltas em Eufaula, existe um rol de mal- falados na cidade que vivem sobre intrigas dos vizinhos que desaprovam cada atitude destes. Em um lugar onde todos se conhecem não se é permitido cometer grandes deslizes, afinal ninguém gosta de estar na boca do povo, correto?
Lexie
Admin
Perfil [#] MP
Julliet
Narrador
Perfil [#] MP
o fórum está oficialmente aberto!Divirtam-se, podem começar suas postagens e aguardem as surpresas que Eufaula trará para seus cidadãos.
Sweet Home Alabam by Jullietkingsley on Grooveshark
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Golden AfternoonRPG Jogos Vorazes
Para parcerias contate a staff e adicione nosso bottom ao seu fórum.
Código:
<a href="http://sweethomealabama.forumeiros.com/" target="_blank" alt="Sweet Home Alabama"><img src="http://i.imgur.com/GuIwh9a.gif" /></a>
A skin é propiedade de Sweet Dandelion, que o disponibilizou para o fórum. Tramas e cannons criados por Lexiel Lidel e Julliet Mitchel. Todos os direitos reservados. O Plágio é crime previsto no Código Penal Brasileiro e sujeito a prisão ou multa.

It's been a bad, bad day

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

It's been a bad, bad day

Mensagem por Kassandra Szelsky em Ter Nov 04, 2014 6:06 pm



Dados da RP

Particpantes: Kassandra Szelsky e Jayme Gruntzmann
Clima: Céu azul e com algumas nuvens. 20º C
avatar
Kassandra Szelsky
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 37
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Kassandra Szelsky em Qui Nov 06, 2014 9:25 am



I think you're full of shit

05/03 • Waffle House • Clima ameno • Jay Safado ○



Kassandra havia acordado relativamente  de mau humor naquela manhã. Só de imaginar o que aconteceria dentro de poucas horas, todas as surpresas que a aguardavam a deixavam estressada e com vontade de bater na primeira pessoa que aparecesse a sua frente. Respirou fundo e levantou da cama com uma coragem equivalente a zero para fazer o que tinha que fazer. Ainda estava cedo e o maldito demoraria a chegar, sendo assim, não havia necessidade alguma em se apressar para ir se arrumar.

Ainda de camisola, Kass fez um coque frouxo em seu cabelo e partiu para a cozinha; não esperaria pela loucura e também pelo desespero a dominarem de barriga vazia; não estava realmente com fome, mas é como diz aquele ditado "saco vazio não para em pé". E honestamente, a mulher se conhecia bem demais, se fosse deixar para comer mais tarde, quando o inevitável encontro estivesse mais perto, não conseguiria colocar nada para dentro e se conseguisse, iria com quase toda a certeza do mundo passar mal. É, ela era uma mulherzinha.

Fez uma rápida vitamina de mamão e banana e depois partiu com tudo para o abençoado chocolate. Bendita e santificada fosse a pessoa que havia descoberto essa oitava maravilha do mundo. Chocolate, joias, sapatos, bolsas e cafuné tinham a incrível habilidade de acalmar Kassandra. Principalmente uma boa dose de tequila, ainda mais depois que o maldito foi embora e a deixou ali sozinha com aquele bando de abutres.

E pensar que havia arruinado com a sua reputação por causa dele... E o que havia ganhado em troca? Nada. Ou melhor dizendo, ele a havia abandonado e nem fora homem o bastante para despedir-se dela; simplesmente havia sumido e isso ela não conseguia perdoar. Era como se ela não valesse de nada para ele, como se nem ao menos valesse o tempo para ele ir trocar algumas palavras com a mulher.

Havia ganhado a fama de "Promíscua" para que mesmo? Para livrar seu melhor amigo de um casamento que estava destinado a dar errado, e afinal de contas, nem sabia se ainda podia considerá-lo como o seu melhor amigo. Depois de todos esses anos sem mandar nem ao menos uma mensagem, ou até mesmo uma maldita carta, sinal de fumaça, telepatia, qualquer coisa; Kassandra já nem sabia se podia considerá-lo um amigo. Ele havia apenas mandado um "Busque-me 11h30m JG" e ela só sabia que era ele por causa do JG no final.

Bem, ela ao menos podia considerá-lo como um conhecido certo? E isso era tão doloroso. Saber que haviam perdido toda aquela amizade, cumplicidade e conexão que só conseguira ter com ele.

Após comer metade de uma barra de chocolate e ter feito uma lata de brigadeiro e tê-lo comido ainda quente, Kass assistiu um pouco de tv sem prestar muita atenção no que se passava diante de seus olhos e ficava trocando os canais de cinco em cinco minutos, como se trocá-los fosse trocar sua vida completamente e fosse levá-la para algum outro lugar, ou época. A morena procurou pelo seu celular e viu que já havia passado das dez da manhã.

Suspirou entendida Ele ia lhe pagar muito caro por tê-la feito acordar num sábado antes das oito da manhã; odiava perder suas noites de sono com suas tolas preocupações. Levantou-se do sofá e decidiu que já estava mais do que na hora de ir tomar o seu banho. Ficou lá bem mais do que o necessário, mas ela não podia evitar, queria fazer com que aquele encontro nunca existisse ou então que no mínimo ele fosse demorar e muito para aparecer. Não sabia se estava preparada para vê-lo.

- Porra, Kassandra!- Repreendeu-se por estar sendo tão malditamente tola, medrosa e infantil. Não podia deixar que aquele par de olhos continuasse a deixando fora de órbita. Resolveu terminar logo com aquilo e foi se arrumar. Escolher roupas sempre havia sido moleza, mas nada era fácil quando se tratava daquele sujeito. Não mais. Por fim, acabou ficando com o seu jeans de sempre, bota e regata. Procurou por suas coisas e as jogou dentro da bola sem acreditar que estava indo vê-lo. Pegou também o seu celular que havia ficado na sala e saiu de casa antes que desistisse daquela palhaçada e antes também que chegasse atrasada.

Os nós de seus dedos estavam brancos de tanto que apertavam o volante de seu carro, ela acabou passando um pouquinho da velocidade máxima permitida, mas nada que fosse fazê-la arder eternamente no fogo do inferno. Chegando na rodoviária, ela achou uma vaga e estacionou o carro; respirou fundo algumas vezes a fim de manter o pouco controle que tinha e saiu de sua lata de proteção. Tentava parecer normal e tranquila e não fazia a mínima ideia de como a sua cara estava naquele momento, passou a mão por seus cabelos sem saber muito bem onde deixá-la.

Olhou para baixo, com medo de encontrar aquele olhar e sentir-se desarmada. O local estava relativamente vazio e isso era mais do que compreensível, afinal de contas, quem em sua sã consciência iria querer ir parar em Eufaula? Mas isso só a fazia entrar em pânico a cada passo que dava, nem iria conseguir se esconder entre as pessoas e fugir para bem longe dali.

Seu corpo travou ao ouvir uma pessoa pigarreando não muito longe de one estava,engoliu em seco e apertou a chave de seu carro na mão esquerda. Respirou fundo mais uma vez, ergueu a cabeça e o encontrou ali parado, em pé, diante dela. Ele carregava pouca bagagem, num nítido sinal de "não voltei, estou apenas de passagem". Queria socar aquele maldito sorriso confiante. Maldito, asqueroso, cretino e babaca! Nem estava abalado, nem um pouquinho por reencontrar Kassandra.

- Chego e nem ganho um abraço? - Ele a olhou com cara de cachorro abandonado e Kassandra fez a única coisa que conseguia fazer naquele exato momento. Mostrou-lhe o seu dedo do meio.


copyright • lumsx


_________________

And when the sun rises
there's one thing on my mind. I want sex for breakfast, stay inside
 
'Thanks Re'
avatar
Kassandra Szelsky
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 37
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Jayme Gruntzmann em Sab Nov 08, 2014 4:23 pm

I Want You!
♦ ♠ ♥ ♣


Se havia alguma coisa que Jayme odiava era ônibus de viagem. Ele era alto demais para caber naquele espaço apertado e desconfortável. Suas pernas enormes ficavam espremidas e não podia nem esticar para a poltrona do lado, pois uma senhora resolveu que queria sentar ao seu lado e tagarelar a viagem inteira sobre gatos e comida enlatada. Estava com fones de ouvido, mas mesmo assim ainda ouvia a mulher tagarelar.

Suspirou alto quando o ônibus cruzou a entrada de Eufaula. Em parte porque estava aliviado que aquela viagem horrível estava no fim e em parte porque fazia anos que não voltava naquela cidade. Muitas lembranças, tanto boas quanto ruins, cruzaram em sua mente e Jayme coçou a nuca. Não sabia se tinha tomado a decisão certa de voltar ali. Trazer todo seu passado de volta para a superfície era algo que não o deixava confortável, mas não podia dizer não aos seus pais. E bom, também sentia falta de seus velhos e de Kassandra.

Kass...

Sabia que ela estaria furiosa pelo seu silêncio de anos. Nunca mais falará com ela, mas foi necessário já que precisou desvincular de tudo que pudesse lembrar seu desastroso “quase-casamento”. Tudo que lembrava de Lissa. Resolveu largar esses pensamentos de lado e não se preocupar com aquilo mais e se levantou para descer daquele veículo maldito. Pegou sua mochila e mala pequena e desceu.

Tinha levado poucas coisa. Não queria de jeito nenhum que sua mãe entendesse uma mala grande como um sinal que estava se mudando para Eufaula, o que com certeza não iria acontecer. Trouxera poucas coisas e se precisasse de mais, compraria sem problemas.

Ficou ali em frente ao ônibus esperando Kassandra. Vestia jeans azuis, uma camiseta simples branca e sapatenis caros. Quando a viu, não pode deixar de levantar uma sobrancelha em apreciação. Kassandra estava mais bonita do que a última vez que a tinha visto. Pigarreou para chamar sua atenção e não conseguiu evitar um sorriso presunçoso quando ela evitou seus olhos e também não conseguiu deixar de apreciar suas curvas enquanto ela não o encarava.

- Chego e nem ganho um abraço? - Fez sua melhor carinha de cãozinho abandonado, segurando um sorriso, mas sua expressão mudou para espanto quando ela levantou o dedo do meio para ele. Sim, realmente ela estava muito brava com ele.

Depois que o susto passou, o que foi rapidamente, fez a única coisa que podia fazer naquele momento: aproximou-se perto demais e levou seus lábios de encontro ao dedo dela e deslizou sua boca por ele, por toda sua extensão, indo e voltando, sem tirar os olhos dos dela uma única vez.

- Com certeza isso foi melhor que um abraço Kass, mas eu estou com saudades! – sorriu alegre, enquanto seus olhos estavam escuros. Soltou sua mala de mão e a abraçou, envolvendo sua fina cintura com os braços e escondendo seu rosto nos cabelos dela, deixando-se absorver o cheiro dela antes de afastar.

avatar
Jayme Gruntzmann
Voltando à Cidade
Voltando à Cidade

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Kassandra Szelsky em Sab Nov 08, 2014 5:10 pm



I think you're full of shit

05/03 • Rodoviária • Clima ameno • Jay Safado ○



Por mais idiota que aquilo fosse, alguma coisa dentro de Kassandra sentiu-se bem por tê-lo deixado assustado. Ha! Toma, seu idiota! Ela estava longe de ser aquela menininha que Jayme estava acostumado, não era mais aquela criaturinha dócil e meiga de quando eram crianças.

Havia crescido. E crescera extremamente furiosa. E louca. E havia sido abandonada, por ele; não que eles fossem algum tipo de casal, nunca tivera nada minimamente romântico entre eles (exceto na mente dela, mas isso é algo completamente diferente).

Já diria Willian Congreve. Não há no céu fúria comparável ao amor transformado em ódio, nem há no inferno ferocidade como a de uma mulher deprezada.

Mas, novamente, ela nunca fora desprezada. Porque nunca tinha tido coragem o suficiente para se declarar, e mesmo que tivesse tido, ele namorava. Ele sempre teve uma garota. E se ela tivesse se declarado para ela, então realmente teria sido desprezada e no final das contas o resultado seria o mesmo.

Kassandra congelou onde estava. Mostrar o dedo não era nada, aquilo ali é que realmente assustava. - Cacete. - Murmurou baixinho enquanto rezava para não desmaiar ali mesmo. Nunca, em todos os anos ali sozinha, nunca imaginara que o reencontro dos dois seria assim. Por mais que já tivesse sonhado inúmeras vezes com a boca dele, nenhum sonho chegava perto o bastante daquilo.

A boca do homem era quente e macia, e fazia Kass se sentir fora de si. Ela queria agarrá-lo em meio a rodoviária, mas também queria bater nele, bater até ele pedir pinico. Como ele podia sumir por todos aqueles anos e mesmo assim causava tantas sensações nele? Ele não tinha esse direito de ter tanto controle sobre ela.

Onde estava os direitos iguais? Porque ela não tinha controle algum sobre ele?

Nos primeiros segundos não conseguiu retribuir o abraço. Eram informações demais para processar. Só que quanto mais sentia ele ali, quanto mais tinha a certeza absoluta de que aquilo não era mais um sonho e que sim, ele estava ali de volta e que o melhor, ele a estava abraçando... Isso foi o suficiente para fazê-la retribuir o gesto.

De princípio não sabia se era o melhor a se fazer. Foi levantando os braços um pouco sem jeito, insegura, só que o perfume dele entranhava nela e quando deu por si, já estava agarrada a ele.

- Você é tão idiota! - Soltou-se dele e deu um soco no braço do homem. Não que ele fosse sentir dor, era óbvio que ele vinha cuidando de sua aparência e saúde. - Eu quero bater em você! Mas bater tanto que faria até mesmo Myke Tyson ficar com medo de mim!


copyright • lumsx


_________________

And when the sun rises
there's one thing on my mind. I want sex for breakfast, stay inside
 
'Thanks Re'
avatar
Kassandra Szelsky
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 37
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Jayme Gruntzmann em Qua Nov 19, 2014 2:36 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Quando Kass o abraçou, mesmo relutante e no final espontânea como sempre fora, Jayme pôde enfim se sentir em casa novamente. Não tinha percebido quanta falta ela lhe fazia até ver ela novamente e poder abraça-la foi melhor ainda. A seguir, o leve soco e as palavras dela fizeram Jayme rir, gargalhar mesmo, mas não se forma arrogante e sim de divertimento, de saudade das maluquices dela. Adorava poder ver ela irritada assim.

- Posso ser idiota, mas sou seu idiota preferido que eu sei. – Parou de rir e depois ficou sério, mesmo os olhos ardendo contra os dela – Agora, quanto a me bater, quem sabe mais tarde – Aproximou do ouvido dela para que ninguém por perto ouvisse – Posso pensar em deixar você descontar essa raiva reprimida no meu corpo. Posso até deixar você me amarrar na cabeceira da sua cama se você se comportar direitinho e me levar até a casa de meus pais agora.

Afastou-se dela e sorriu genuinamente. Sabia que estava irritando Kass ainda mais, mas também sabia que tudo que dissera tinha um fundo de verdade. Kassandra estava linda demais para seu próprio bem e para a sanidade de Jayme. Poderia brincar com ela o quanto quisesse, mas teria que tomar cuidado com suas atitudes.  Nunca permitiria perder a amizade da mulher por uma ideia errada e movida apenas por pensamentos com a “cabeça debaixo”.

Pegou sua mala no chão e andou na direção que ela havia chegado.

- Você vem ou não?! – falou sobre o ombro, rindo.


avatar
Jayme Gruntzmann
Voltando à Cidade
Voltando à Cidade

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Kassandra Szelsky em Sab Nov 22, 2014 11:33 am



I think you're full of shit

05/03 • Hill Top Bar • Clima ameno • Jay Safado ○


Mesmo que não estivesse alimentando e nem bebendo nada, Kassandra se engasgou e começou a tossir. Estava boquiaberta com as palavras dele, com aquela atitude tão... Diferente do Jayme que no passado fora o seu melhor amigo. Aquilo tudo era o ar de Nova York? A cidade grande deixava as pessoas sem noção do que falavam?

Não conseguia acreditar que ele havia dito isso. Ela a conhecia desde que era uma criancinha com quatro anos de idade! Ele tinha acompanhado todo o crescimento dela  e agora estava ali, falando aquelas coisas absurdas!

Não que a morena não tenha gostado de ouvir. É só que... Ele nunca tinha dado uma atenção especial a ela, a atenção que ele destinava às outras garotas. As coisas entre os dois estava ficando estranha demais rápido demais.

Bufou irritada. Porque gostava dele mesmo? Ele era tão irritante! Apressou seus passos para poder acompanhá-lo ou então acabaria ficando para trás e não queria ouvir mais sobre como ela o atrasava e blablabla.

Pegou a chave de seu carro e o destrancou. - Imagino o quão louco deve estar para rever seus pais, já que passou anos longe e nem sinal de fumaça você pra gente, por isso, senta o rabo aí que nós vamos comer. - Entrou no carro e dirigiu até o Hill Top Bar, um pequeno e típico bar do interior de um dos caras mais bacanas de toda aquela Eufaula irritante.

Foi direto para uma mesa nos fundos, não queria nenhuma testemunha caso cometesse algum crime e sem querer matasse Jayme. Como se a humanidade fosse sofrer a perda dele. Ha, até parece.

- Entãaaao... - Começou, a fim de puxar algum assuntro entre eles que não gerasse farpas, mas isso era impossível. - Não me diga que sua ilustríssima pessoa está aqui apenas pelo casamento do ano.


copyright • lumsx


_________________

And when the sun rises
there's one thing on my mind. I want sex for breakfast, stay inside
 
'Thanks Re'
avatar
Kassandra Szelsky
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 37
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Jayme Gruntzmann em Dom Nov 23, 2014 4:59 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Jayme percebeu que havia passado dos limites quando a reação das palavras dele não atingiu Kass como queria. Teria que se lembrar que a menina, na verdade mulher agora, não estava acostumada com o novo Jayme. Na verdade não conhecia ele e assim como seus pais. Mesmo que falasse ao telefone com eles e eles houvessem notado alguma mudança, sabia que eles iriam estranhar o garoto todo certinho, “camisa pra dentro da calça”, agindo como outro, como um nome mais para “o primeiro botão da camisa aberto”.

Acompanhou-a para o carro e deixou que o guiasse até o restaurante. Realmente queria poder evitar a chegada na casa dos seus pais o quanto pudesse. Algo lhe dizia que não seria uma boa coisa. Conhecendo sua mãe, tinha certeza que ela teria fotos de Lisa espalhadas pela casa, porque mesmo Jayme contando a ela o que havia realmente acontecido, sua mãe não acreditava ou dizia que o perdão era importante.

- Não, não é só por isso. – Pegou o saleiro na mesa e o rolou entre as mãos, com os olhos distraídos na janela, mas sem realmente olhar algo. – Vários motivos me trouxeram aqui também. Garantir minha herança, ver minha mãe antes que ela vá me ver e... – Depositou o saleiro na mesa e olhou para ela, sério. – Tentar me redimir com você pela minha ausência.

Encarou Kassandra por um longo momento. Nenhum dos dois disse nada e ele sabia que tinha a surpreendido bastante. O novo Jayme não era nenhum pouco preocupado com o sentimentos dos outros, mas Kass havia conseguido, esses poucos minutos que estavam juntos, trazer um pouco do antigo Jay.

- Não vou pedir desculpas por dois motivos – Sua voz quebrou o silêncio, soando como quando ele estava no tribunal, defendendo algum cliente – Um porque não adiantaria em nada e dois porque você mereceu um pouquinho por ter gritado para a cidade toda que estava grávida de mim sem em avisar antes. – Sorriu torto, sabendo que aquela discussão já estava resolvida entre os dois, mas ele nunca ia deixar de jogar isso na cara dela, como uma brincadeira. – Mas realmente quero me redimir com você.

avatar
Jayme Gruntzmann
Voltando à Cidade
Voltando à Cidade

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Kassandra Szelsky em Qua Dez 17, 2014 6:44 pm



I think you're full of shit

05/03 • Hill Top Bar • Clima ameno • Jay Safado ○


Por mais que aquilo talvez devesse tocar a mulher... Não tocou. Ela queria com todo o seu ser acreditar nas palavras daquele homem, acreditar que ele estava arrependido por ter sido tão estúpido com ela e ter sumido todos aqueles anos. Como se Kassandra realmente fosse a culpada por tudo.

Estava surpresa com tudo o que ele já havia dito naqueles poucos minutos em que estavam juntos, mas simplesmente não conseguia acreditar no homem. Ele já não era mais o seu velho Jay, não sabia mais quando ele dizia a verdade ou mentia. Ele havia se formado em Direito, oras! Numa cidade grande. Mentir para ele deveria ser tão natural quanto respirar.

- Vamos falar sobre isso depois, ok? - Suspirou e passou a mão por seus cabelos. Estava cansada. Com sono e queria desesperamente uma barra de chocolate. Sentia-se exausta até mesmo para brigar com ele.

Matt, o dono do bar, chegou e foi impossível não sorrir. Ele era uma das poucas pessoas que nunca deixara de falar com Kassandra e era o único que a atendia ali. - Hey, Matt! Como vão as coisas? - Ao ver que o loiro olhava para Jay, se deu conta de que eles não se viam há muitos anos. - Ah, lembra-se dele? É o Jayme!

Era bom poder conversar com alguém e poder se distrair. Queria que o tempo não passasse nunca. Não queria ter que levar o Jamye para a casa de seus pais. Não queria ter que pisar na casa dos Gruntzmann. Desde que Kassandra arruinara o casamento de Jay, todos naquela cidade a odiavam, ou se não a odiavam, a abominavam. Diziam que ela era uma destruidora de lares, que arruinara o sonho de um lindo e jovem casal que deveriam viver juntos para o resto de suas vidas. E infelizmente, por mais que o senhor e a senhora Gruntzmann conhecessem Kassandra há mais ou menos vinte anos, eles compartilhavam o mesmo pensamento do restante de Eufaula.

Porque Lissa era perfeita demais. Porque Lissa era a mulher da vida de Jayme. Porque Jayme só seria feliz se tivesse Lissa. Porque Kassandra era a maior vadia de Eufaula. Porque Kassandra era a pior pessoa dali. Porque aqueles que se diziam tão fieis a Deus a julgavam como se fossem o próprio Criador, como se realmente tivessem alguma noção do quão vadia, falsa, dissmulada e cretina era Lissa.

Mas não, apenas porque a quenga havia feito papel de vítima na história todos acreditavam nela e morriam de pena dela. Kass até hoje era chamada de pecadora por causa disso. Porque deitara com um homem que estava quase casado.


copyright • lumsx


_________________

And when the sun rises
there's one thing on my mind. I want sex for breakfast, stay inside
 
'Thanks Re'
avatar
Kassandra Szelsky
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 37
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Jayme Gruntzmann em Qui Jan 01, 2015 7:53 am

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Estava claro que Kassandra não queria pensar muito sobre as desculpas de Jayme então ele as deixou de lado. Se ela não queria saber, não iria mais tocar naquele assunto, pois ele mesmo não queria falar. Fazia muito tempo desde a última vez que tocara no assunto Lissa e se pudesse evitar, não falaria mais disso. Mas algo o incomodava profundamente. Queria saber se ela tinha vindo também para o casamento, pois faria todo o possível para não encontrar com ela. Não aguentaria olhar em seus olhos e não despejar tudo que sentia na cara dela. E não eram coisas boas. Por causa dela ele havia deixado de ser quem era, havia saído de casa e deixado todos que amavam. Não era mais a mesma pessoa.

Largou esses pensamentos quando Matt o cumprimentou. Levantou e pegou na mão do dono do bar, que não aceitou e deu-lhe um abraço. Jayme sorriu contente. Talvez nem todos ali naquela maldita cidade não o odiasse. Melhor dizendo, não odiasse Jayme e Kass.

- Matt, quanto tempo! Que bom ver que o bar ainda continua aqui e melhor do que era. Como anda Pandora?

Na hora em que disse as palavras, se arrependeu amargamente. Olhou para Kass sem saber o que tinha acontecido, com cara de abobalhado. Pandora e Matt eram loucos um com o outro quando Jayme ainda morava aqui. Não acharia possível que não estivessem juntos.

- A cara, me desculpe. Acho que devo me atualizar antes de conversar com alguém nessa cidade. – Coçou a nuca mostrando um sinal claro de desconforto.

avatar
Jayme Gruntzmann
Voltando à Cidade
Voltando à Cidade

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Kassandra Szelsky em Sab Jan 17, 2015 11:55 am



I think you're full of shit

05/03 • Hill Top Bar • Clima ameno • Jay Safado ○



Sabe aquelas cenas de filme ou até mesmo desenho onde alguém comete uma grande burrada e no fundo as pessoas que estão o acompanhando e assistindo a tudo o que acontece enfiam a mão na cara de tanta vergonha? Pois é, era desta maneira que Kassandra estava. Com a mão tampando o seu rosto enquanto balançava a cabeça de um lado para o outro. Pura vergonha alheia.

Ok que Jayme não tinha culpa do que tinha acontecido há tantos anos e nem tinha culpa por perguntar. Afinal de contas, também tinha passado vários anos fora de Eufaula, perdera o contato com todos os moradores dali e consequentemente não estava por dentro do assunto. Mas isso não impediu a mulher de sentir-se um tanto quanto envergonhada por ele.

Ao ver que Matthew estava aturdido com a pergunta e não sabia muito bem o que responder por que estava gaguejando sem parar, a morena resolveu que talvez fosse hora de ajudar.  Jaaaay, querido! Sente essa sua bundinha aqui ok? – Forçou um sorriso que sabia muito que não estava enganando ninguém ali.

- Não o leve a mal e nem o odeie ok? Ele estava fora da cidade há tempo de mais. – Levantou-se e deu um rápido abraço em Matt. Se ele não estivesse tão fudido tentando juntar os cacos que Pandora deixara e se a própria Kass também não estivesse tão quebrada... Mas, bem, isso nunca iria acontecer mesmo. – Trás o número cinco do cardápio e duas cervejas, por favor.

Sentou-se e quando o dono do bar finalmente estava longe a morena virou-se para o homem do lado e o fitou por alguns segundos. – Cara, você acabou com a única pessoa que ainda me atendia bem aqui. – Suspirou e estralou os dedos. Como iria dizer aquilo? “A propósito, Pandora deu um pé na bunda do Matthew e desde então ele está mais miserável do que eu”? É. Nada bom.

- Veja só... Tem mais ou menos uns dois anos que tudo aconteceu. Eles estavam felizes e lindos como sempre até o dia em que a Pandora simplesmente resolveu ir embora e deixar o Matt chupando dedo e catando os caquinhos que ela quebrou. – Não era algo legal de se contar e muito menos de se viver. Se ela que era apenas amiga de Jayme (não apenas amiga, já que o amava desde a adolescência) havia sofrido horrores quando ele fora embora... Não podia nem imaginar como havia sido para Matthew que estava casado com Pan.

Uma jovem com o cabelo pintado de loiro e com as sobrancelhas completamente escuras (onde estava o senso dela a final de contas?) veio deixar a comida para eles e foi aí que Kassandra percebeu duas coisas. Matt realmente tinha ficado mal com tudo porque fez uma funcionária levar a comida para eles e segundo, ela era nova na cidade, pois além de não reconhecê-la, a garota não parava de olhar para Jayme e isso claramente mostrava que ela não conhecia nem a ele e nem o seu passado.

Revirou os olhos enjoada com a facilidade e descaramento dela. Olá! Ele estava acompanhado! Não que eles estivessem juntos como um casal, mas mesmo assim. – Ok, fofa. Você já nos serviu e agora pode ir andando. – Além do descaramento dela, mesmo após ter servido eles, ela continuava ali parada olhando para Jayme e Kass estava para dar uns bons murros em alguém.


copyright • lumsx


_________________

And when the sun rises
there's one thing on my mind. I want sex for breakfast, stay inside
 
'Thanks Re'
avatar
Kassandra Szelsky
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 37
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Jayme Gruntzmann em Seg Jan 26, 2015 3:18 pm

Jay
♦ ♠ ♥ ♣

Se Jayme ainda não se sentia totalmente arrependido de ter pisado naquela cidade, agora ele podia dizer que estava. Claro que não ia dar certo tudo aquilo. As pessoas dali não gostavam dele e ainda por cima, das poucas que ainda o respeitavam, ele acabara de talvez arruinar o relacionamento com uma. E a culpa era toda dele sim, por mais que Kass dissesse que não. Ele havia partido e com isso não sabia de mais nada daquelas pessoas.
Sentou onde Kassandra indicou e mesmo que a situação não fosse boa e se sentisse culpado, mal conseguiu segurar o riso vendo a cara de vergonha da outra. Matt já tinha ido embora, mas Kass ainda continuava com as bochechas vermelhas. À medida que ela ia contando a história de Matt, Jay ia fechando a cara. Pensou que Pan estava morta e não que havia abandonado Matt. Uma jovem chegou com os pedidos que Kass fez (sem ao menos perguntar o que Jayme queria, só para constar) e Jayme não prestou atenção nela em nenhum momento. Seus olhos saíram do rosto da amiga e foram para a janela, mirando lá fora.

- Ele não é o único que teve que se reerguer depois de uma maldita mulher, Kassandra. Pare de ter pena dele e diga a ele que faça o mesmo por si. Essas coisas acontecem.

Depois de um tempo voltou-se para sua refeição, sem olhar a amiga e notou um corpo parado ao seu lado. Levantou os olhos e percebeu a atendente ainda parada ali, o encarando. Mas que diabos ela ainda estava fazendo ali? Tirou a carteira do bolso e puxou uma nota de cinco dólares, dobrando e colocando dentro do bolso frontal do avental dela. Certamente ela estava ali esperando alguma gorjeta que Kass se recusou a dar. A garçonete pareceu sair do transe que estava e encarou um Jayme com as sobrancelhas levantadas. A moça apressou-se a sair dali e tropeçou na primeira cadeira que estava em sua frente.

- Tsc Kass, você é muito mal educada.  – sacudiu a cabeça em reprovação.

avatar
Jayme Gruntzmann
Voltando à Cidade
Voltando à Cidade

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: It's been a bad, bad day

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum