Eufaula , uma pequena cidade no interior do Alabama, uma população de um pouco mais de 13 mil habitantes. Como em todas as cidades pequenas as fofocas sobre todos correm soltas em Eufaula, existe um rol de mal- falados na cidade que vivem sobre intrigas dos vizinhos que desaprovam cada atitude destes. Em um lugar onde todos se conhecem não se é permitido cometer grandes deslizes, afinal ninguém gosta de estar na boca do povo, correto?
Lexie
Admin
Perfil [#] MP
Julliet
Narrador
Perfil [#] MP
o fórum está oficialmente aberto!Divirtam-se, podem começar suas postagens e aguardem as surpresas que Eufaula trará para seus cidadãos.
Sweet Home Alabam by Jullietkingsley on Grooveshark
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Golden AfternoonRPG Jogos Vorazes
Para parcerias contate a staff e adicione nosso bottom ao seu fórum.
Código:
<a href="http://sweethomealabama.forumeiros.com/" target="_blank" alt="Sweet Home Alabama"><img src="http://i.imgur.com/GuIwh9a.gif" /></a>
A skin é propiedade de Sweet Dandelion, que o disponibilizou para o fórum. Tramas e cannons criados por Lexiel Lidel e Julliet Mitchel. Todos os direitos reservados. O Plágio é crime previsto no Código Penal Brasileiro e sujeito a prisão ou multa.

I want to make you feel beautiful

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Sex Out 31, 2014 3:18 pm

Dados da RP

Participantes: Eva Rush e Stephen Whiteley.
Clima: Levemente frio.
Dia: Sexta-feira. Em torno de 19h30.
Status da RP: Fechada

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Sex Out 31, 2014 3:53 pm

And maybe, I'll find out A way to make it back someday To watch you, to guide you Through the darkest of your days❝ Lari ❞
Sabe quando você escuta as pessoas dizeram que estavam vivendo uma situação difícil e que parecem que estão pisando em ovos? Essa expressão nunca fez muito sentido para Stephen, até aquele momento. O homem não sabia muito bem o que fazer, não sabia como tratá-la, se deveria tocá-la. Ele só sabia que precisava tirá-la dali o mais rápido possível.

Uma floresta não era local para uma mulher passar a noite, ainda mais se estiver sozinha e perdida.

Demorou quase meia hora para sairem de onde estavam e chegar até o carro de Steph. Para a sorte da dupla, já estava escuro e Eufaula era uma típica cidade do interior que não negava as suas origens. A rua estava vazia e ninguém avistou os dois saindo do meio da floresta numa hora daquelas.

Sua caminhonete deixava muito a desejar, mas era melhor do que andar a pé. Abriu a porta para a mulher, ajudando-a e entrar e em seguida foi para o lado do motorista. O trajeto foi percorrido em silêncio e ele sentia-se incomodado com isso. Era estranho ficar lado a lado com alguém que acabara de conhecer.

Estacinou e foi abrir a porta de casa, achou que seria melhor dar um pouco de espaço para ela. Não queria que ela pensasse que ele estava fingindo e também não queria que o temesse. Enquanto a esperava, resolveu ligar para a senhora Stone. Precisava explicar o porque de não ter voltado no horário combinado e é claro, pedir desculpas. Ainda estava no telefone quando a mulher entrou. - Obrigado, senhora Stone e mais uma vez, desculpe pelo meu atraso. Isso não irá se repetir. Amanhã vou aí e pego a chave com a senhora. Ok, até mais.

Virou-se e viu que a morena ainda estava em pé, no meio da sala e usava o seu casaco. Isso lhe arrancou um pequeno sorriso dos lábios.

Tinha herdado a casa de seus pais e desde a morte deles não havia modificado nada em cômodo algum. Gostava de manter as coisas como antes, era como se parte deles ainda estivessem com Stephen. - Essa é a sala. O pequeno corredor ali em frente leva para a cozinha, um banheiro e também há uma escada de madeira que leva para os quartos. A casa se resume nisso, basicamente.

Percebeu que até então não havia se apresentado e isso era uma tremenda falta de educação. - Perdoe-me pelos meus modos. - Estendeu sua mão até ela mais uma vez naquela noite. - Stephen Whiteley ao seu dispor.


Sala x Fachada da Casa


would you kill to save your life?

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Eva Rush em Dom Nov 02, 2014 3:06 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Eva se manteve calada todo o trajeto da floresta até a casa do rapaz. Podia ver que dentro da caminhonete algo o incomodava, mas Eva não sentia muita vontade de falar naquele momento. Sabia que devia agradecer imensamente à ele, mas sabia que poderia fazer isso depois. Fixou seus olhos na janela, olhando a paisagem se alterar quando entraram na cidade. Tudo estava quieto e tranquilo e aquele silêncio foi acalmando um pouco a morena.

Eva queria olhar melhor o anjo que a resgatara, mas não queria que ele se assustasse enquanto dirigia, pois ela sabia que ela estava em péssimas condições físicas (descabelada e suja) e não queria que ele ficasse com medo daquela garota que parecia maluca. Suspirou baixinho, pensando que certamente ele não acreditara na história dela. Queria ver a reação dele quando descobrisse que ela não se lembrava de nada de sua vida.

De repente a caminhonete parou e o loiro desceu do carro, deixando-a sozinha. Ela realmente não esperava que ele a tivesse levado para casa dele. Tinha certeza que ele iria a levar para a polícia, no máximo um hospital. Sentiu um sentimento tão grande de agradecimento por ele que conseguiu dar um pequeno sorriso para si enquanto descia da caminhonete.

Entrou pela porta aberta admirando a casa. Imediatamente sentiu como o ambiente fora decorado para tornar agradável, familiar e moderno. Ele devia morar com os pais, Eva concluiu, pois ele não parecia ter idade para ser casado. Mas... por outro lado notara que a cidade era pequena, que a caminhonete dele era um tipo de carro típico de cidades pequenas e até os modos doces dele também indicavam isso. Ele poderia ser casado sim. Nas cidades pequenas as pessoas se casavam cedo. Será que ele era casado?
Eva não sentiu confortável com aquele pensamento. A esposa dele poderia não gostar da intrusa imunda que ameaçava sujar sua casa muito branca.

O anjo estava terminando uma conversa no telefone quando  a notou na sala, parece que nem um vaso deslocado. Parecia que ele avisava sua ausência para alguém. Ele desligou o telefone e explicou a dinâmica da casa. Sua voz era grave e gostosa de escutar, com certo tom de afetuosidade que Eva gostou de ouvir.

Stephen... então esse era o nome do seu anjo.

- Eva... Eva Rush. – Falou baixo, mas sorriu fraco para ele e estendeu a mão para apertar a sua. Notou que sua mão encaixava bem dentro da dele, quando se a cobrisse e guardasse em seu calor agradável. Segurou a mão dele mais do que devia e depois soltou – Ah... anj-Stephen... – atrapalhou-se com o apelido que havia criado em sua mente e o nome dele, mas apressara a corrigir e esperava que ele não tivesse notado – Eu poderia tomar um banho? Estou imunda e gostaria de poder tirar esse vestido. Se não for incomodar muito, claro. Sei que lhe devo explicar melhor minha situação, mas também estou faminta...me desculpe...

Sentia-se abusando de toda a boa vontade dele, mas não conseguia evitar. Como ele não objetou, direcionou para o banheiro onde ele explicara e entrara. Rapidamente tirou o vestido estragado e jogara no chão, junto com suas roupas íntimas também vermelhas. Entrou no box e ligou o chuveiro e enquanto a água quente caiu em seus cabelos , suas lagrimas também desciam silenciosamente. Estava tão feliz por ter fugido daquele pesadelo.


I ❥ Larissa
avatar
Eva Rush
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 30
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Qui Nov 06, 2014 10:01 am

And maybe, I'll find out A way to make it back someday To watch you, to guide you Through the darkest of your days❝ Lari ❞
Quando finalmente se encontrava sozinho, Stephen sentou-se no sofá sem saber o que fazer. Apoiou os cotovelos na perna e segurou sua cabeça com as mãos. Santo Cristo! Onde é que ele havia se metido? Trazer uma completa desconhecida que havia encontrado na floresta para a sua casa? Se algo desse errado, para quem ele iria gritar? Não é como se seus pais pudessem ser de muita ajuda agora.

E ele era um homem! Não podia sair por aí correndo e gritando como umamulherzinha pedindo por socorro. Deveria saber lidar com suas próprios situações e problemas sozinho! Bufou, sem ter muitas outras opções do que podia fazer naquele momento.

Ele gostava de ajudar as pessoas. Mas ele estava acostumado a ajudar as pessoas dali de Eufaula, que ele já conhecia há anos. Ao longe ouviu o barulho do chuveiro e ao invés de se acalmar com o barulho da água, ele se sentiu ainda mais inquieto. Porque pela primeira vez em sua vida, ele percebeu que havia trago uma mulher para a sua casa e como se isso já não fosse uma coisa grande, essa mesma mulher estava sem roupa. Sem roupa. Em sua casa. E tomando banho.

Stephen iria ter um ataque cardíaco a qualquer momento. Barbaridade! Ele estava agindo com um garotinho virgem que estava prestes a conhecer a sua primeira garota. O homem odiava palavrões, mas puta que pariu!

Precisava se acalmar, contudo, precebeu que a mulher, Eva, como havia se apresentado, não tinha nenhuma roupa limpa para vestir. E ela estava tomando banho para ficar limpa. Não podia deixar que ela colocasse aquele vestido imundo e rasgado. Pensando nisso, levantou-se de onde estava e seguiu para o segundo andar com o intuito de pegar uma roupa sua para emprestar.

Era estranho pensar que alguém do sexo oposto iria usar uma cueca sua. Mas o que podia fazer? Era o melhor que tinha no momento e esperava que servisse, mesmo ela sendo bem menor que ele.

Desceu as escadas e bateu na porta, esperou por uma resposta que não veio. Ficou com medo de que ela tivesse desmaiado, afinal de contas, qual foi a última vez que ela havia comido? Deveria estar fraca e cansada.

Abriu a porta rezando para que ela estivesse bem e o que viu... Mexeu com ele bem mais do que devia. O box do banheiro era transparente, e mesmo que ali dentro estivesse quente por conta do vapor da água, ele ainda conseguia ver muitas coisas.

As roupas que estava segurando cairam no chão. Abaixou sua cabeça com vergonha e coçou a nuca. Merda! - Er... Hm... Desculpe. É só que... Droga! Eu nem sei o que estou fazendo aqui.
would you kill to save your life?

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Eva Rush em Sab Nov 08, 2014 6:12 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Eva não ouviu quando Stephen bateu na porta, então quando ele entrou , ficou sem reação assim como ele. Seu rosto estava vermelho pela água quente, assim como todo seu corpo, mas tinha certeza que suas bochechas estavam mais coradas de vergonha. Agradeceu mentalmente quando ele abaixou a cabeça, mas ele ter deixado as roupas caírem e depois não conseguir dizer nada coerente tornou a situação diferente para Eva...

Ela aproveitou que ele não a olhava e o olhou melhor. Stephen era bem bonito e ele ser tão recatado era um gostoso contraste com todo meu tamanho. Perguntou-se o que ele estaria pensando e também tinha agora a certeza que ele não era casado. Não teria entrado no banheiro se fosse. Seria um pouquinho mais cauteloso, uma vez que seu olhar baixo dizia que ele não tinha entrado ali para espiar, como um tarado faria. Ele tinha vindo ao seu socorro, para ajudar.

A morena desligou o chuveiro e abriu o box e pôde notar a tensão que surgia ali entre eles. Ela saiu do box e pegou a toalha que estava perto do braço direito dele. Enrolou-se nela, sem secar seus cabelos que pingavam água ao redor. Abaixou-se para pegar as roupas no chão e lá debaixo olhou para cima, para encontrar os olhos dele.

- Obrigada... pelas roupas. – Disse baixinho, seus olhos encontrando os dele e ela sentiu sua pele arrepiar pela intensidade que eles se encontravam. Ela se levantou devagar. – Não olhe, ok? – Soltou a toalha novamente e vestiu a grande camiseta macia e a cueca enorme, que só não lhe escorreu pelas pernas pois suas coxas grossas conseguiram levemente segurá-la. Quando terminou, aproximou dele devagar e levantou um pouquinho seu queixo com um dedo – Pronto. Estou bem melhor agora. Obrigada novamente.

Eva realmente estava agradecida por tudo que ele estava fazendo por ela. Estava cansada também e faminta, mas naquele momento não conseguia pensar em nada disso. Não conseguia imaginar o que Stephen estava pensado, mas se ele ainda continuava ali naquele banheiro com ela, certamente ela aprovaria o que estava passando pela cabeça dele.
Não sabia de onde tinha vindo toda aquela coragem de ainda o encarar. Devia estar tímida e acanhada não? Na verdade ela não sabia, pois não se lembrava como era. Apenas estava agindo por impulso, por vontade.Talvez a Eva Rush de antes do sequestro fosse assim, e ela ficou feliz de talvez estar encontrando a si mesma.

I ❥ Larissa
avatar
Eva Rush
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 30
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Sab Nov 22, 2014 10:30 am

And maybe, I'll find out A way to make it back someday To watch you, to guide you Through the darkest of your days❝ Lari ❞
Stephen sabia que aquilo era doentio, perverso e que estava sendo sem escrúpulos, um verdadeiro tarado imundo. Mas não podia evitar. A imagem de Eva nua jamais iria sair de sua mente. Ela possuia um rosto lindo, seus olhos cor de chocolate o faziam sentir-se em paz, mas aquele corpo... Ela era formosa. E no que os olhos dela o acalmavam, o seu corpo o perturbava.

E porque ainda estava ali naquele banheiro? Ele era um cavalheiro! Deveria dar as costas e sair dali o mais rápido possível, e desculpar-se por ter invadido a privacidade da mulher. O home até faria, mas havia um pequeno probleminha. Estava em choque demais para conseguir dar qualquer passo, era como se tivessem pregado os pés dele ali no chão, forçando-o a ficar ali enquanto se torturava mentalmente.

Ao ouvir o barulho da água cessar e logo após o box abrir... Stephen ficou tenso, e infelizmente essa tensão estava indo para diversas partes do seu corpo, mesmo que isso fosse horrível e vergonhoso. Não é como se ele pudesse controlar coisas do tipo.

Lembra daquela frase "sempre pode piorar"? Então, as coisas estavam piorando naquele exato momento em que a morena se abaixou para pegar as roupas no chão (já que Stephen estava paralisado demais para fazer qualquer coisa além de respirar), e como se isso já não fosse o bastante para mexer com os ânimos do homem, ela o olhou nos olhos e ... Porra!

Porra. Porra. Porra. Mil vezes porra! Ela ali, de joelhos, de frente para ele, olhando-o nos olhos... Com o rosto tão perto.... De coisas que queriam mais de Eva... Respirou fundo e fechou os olhos por alguns segundos a fim de tirar tal imagem da cabeça. Das cabeças.

Abaixou ainda mais a cabeça e apertou forte os seus olhos, forçando-os a não abrir e rezando para conseguir se controlar. Ela era uma completa estranha! O que sabia dela além do nome? Aquele nome realmente era o seu ou apenas havia inventado um? Steph nunca gostou dessas coisas de "ficar". Sair agarrando uma pessoa que você acabou de conhecer. Nunca sentira vontade de fazer isso. Até agora.

O homem se assustou com o contato e quase pulou com o susto. Ele iria infartar a qualquer momento.

Aproximou o seu rosto do dela, ficando a poucos centímetros de distância, sua mão instintivamente foi parar na fina cintura da mulher, querendo trazê-la para mais perto. Mas algo o fez parar. - Desculpe, mais uma vez. - Era engraçado em como ela apenas o agradecia e ele apenas pedia desculpas. O que havia entre eles?

Afastou-se dela, não estava sendo um cavalheiro. Estava sendo um tremendo babaca. - Está tarde, vou preparar algo para comermos. - Saiu do banheiro sem conseguir acreditar que estava virando as coisas para uma mulher como Eva. Queria agarrá-la. Jogá-la sobre a pia e forçar seu corpo no dela. Mas ela provavelmente o processaria depois e nunca mais a veria. E não queria isso.

Foi para a cozinha e pensou no que poderia fazer. Se fosse cozinhar algo demoraria muito, mas também não poderia deixar que ela fosse dormir mais uma noite de barriga vazia. Abriu a geladeira e olhou suas opções. Muito do que comia era congelado, não gostava de comprar comida para cozinhar apenas para ele, achava deprimente.

Bem, o melhor que tinha era o que tinha sobrado do almoço, almôndegas e macarrão não era um banquete, mas com certeza era melhor do que nada. Espera ao menos que ela não fosse vegetariana.

Esquentou a comida e estava terminando de colocar os pratos e talheres no balcão quando Eva apareceu. Abaixou a cabeça num primeiro momento mas logo a levantou, queria olhar nos olhos e ter a certeza de que ela não fugiria dele. Ao menos não essa noite.

Cozinha
would you kill to save your life?

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Eva Rush em Dom Nov 23, 2014 3:57 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Quando Stephen se aproximou  Eva ficou com medo que ele pudesse ouvir os batimentos de seu coração. Mas então algo pareceu o despertar e ele se afastou, pedindo desculpas. Qual era o problema ali afinal? Um pedia desculpas enquanto o ouro agradecia? Aquela situação estava mais estranha do que se Eva fosse uma maluca e Stephen um  tarado.

O rapaz saiu do banheiro, alegando ir preparar algo de comer. O estômago de Eva roncava de fome, mas ela ficou ali mais alguns minutos, apoiando-se à parede e tentando acalmar seu coração e respiração. Seu corpo estava quente e sua mente confusa. Eva tinha questões mais importantes a resolver, como descobrir quem era, mas a única coisa que conseguia pensar era em seu anjo, como aquele corpo enorme e aqueles olhos quentes perto dela o suficiente para que ela entrasse em combustão.

Molhou o rosto com a água gelada da torneira e saiu do banheiro, indo para a cozinha. A vontade de agarrá-lo ainda não tinha passado, mas sentou-se no banco junto ao balcão da cozinha. Sentiu-se grata quando ele abaixou a cabeça mas... Porra, o xingou mentalmente quando ele a encarou.

Foco Eva. Comida. Coma.

Levou um pouco de macarrão a boca, junto com um pedaço de almôndega e fechou os olhos enquanto mastigava, soltando um gemido audível.

- Meu deus anjo, isso é quase o paraíso.

Comeu sem vergonha alguma de parecer indelicada ou infringir alguma regra de etiqueta. Fazia muito tempo que não comida de verdade. Sentia que poderia comer aquilo para sempre. Saciar seu estômago até a fez esquecer um pouco do seu anjo ali na frente. Mas quando seu prato esvaziou e se sentia sonolenta e saciada, voltou a olhar para ele.

- Desculpe pelos meus modos, mas estava muito bom Stephen. Só não agradeço novamente porque essa coisa – apontou pra ela e pra ele – Está ficando esquisita. – sorriu quando disse isso e um silêncio caiu sobre eles. A tensão entre os dois era palpável. Eva não pôde evitar se remexer no banco.

I ❥ Larissa
avatar
Eva Rush
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 30
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Qua Dez 17, 2014 5:22 pm

And maybe, I'll find out A way to make it back someday To watch you, to guide you Through the darkest of your days❝ Lari ❞
Olhá-la foi um dos seus maiores erros. Eva estava completamente sensual usando apenas uma camisa branca e uma boxer e pela sua expressão, não tinha a mínima ideia do que estava acontecendo no interior de Stephen. Comida? Para que comida? Comer pra que? Ele tinha muito mais o que fazer com a mulher ali do que sentar e fazer uma refeição.

Serviu a mulher e deixou que ela se alimentasse em paz. Havia perdido a fome e se contentaria de vê-la comendo. Na verdade ele estava faminto, mas era uma fome que alimento nenhum seria capaz de matar.

Arqueou a sombrancelha quando a ouviu chamando-o de Anjo. Hein? Ela realmente achava que ele fosse algum tipo de Anjo protetor e que a tinha salvado? Oh, cara, essa inocência dela estavando deixando o homem maluco e fora de si.

Se ele fosse fazer com ela ao menos metade das coisas que tinha em sua mente... Ela nunca mais o chamaria de Anjo e sentiu-se culpado por ter tantos pensamentos perversos. Se ela ao menos fosse feia, esquisita, alguma criança ou então uma velha caindo aos pedaços... Mas não. É claro. O Criador o estava testando e Stephen sabia que iria falhar miserevalmente nesse teste.

Balançou a cabeça concordando com ela e coçou sua nuca. Diabos! O que era aquilo entre eles? Como podia se sentir tão atraído por ela? Se sua mãe estivesse ali provavelmente já teria dado uma boa bronca em Stephen e teria levado Eva para dormir, enquanto o seu pai o castrava por parecer um cachorro desesperado querendo se aproveitar da jovem.

- Foda-se! - Não era adepto a palavrões, mas situações extremas pedem atitudes extremas. Caminhou até Eva e a beijou; seus lábios chocaram-se com força e ela a puxou para si, fazendo-a sair do banco em que estava sentada. Ainda sem tirar os lábios dos dela, pegou-a no colo e foi em direção ao seu quarto. Com certeza quando chegassem lá e Eva desse conta do que estava acontecendo e principalmente do que poderia acontecer, o afastaria. Mas como ela ainda o correspondia, Steph resolveu tentar.

Subir as escadas com ela em seus braços foi um tanto quanto complicado, tropeçou nos degraus algumas vezes e quase caíram, mas ele conseguiu manter-se esquilibrado e quando chegaram no quarto, colocou-a em, sua cama e se afastou um pouco.

Já havia sido invasivo demais com ela e jamais seria capaz de fazer algo sem a permissão de uma mulher.

Quarto
would you kill to save your life?

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Eva Rush em Seg Dez 22, 2014 1:07 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Eva só percebeu que Stephen a queria assim como ela o queria quando ele soltou um palavrão e correu para beijá-la. Se agarrou a ele como se o mundo estivesse prestes a acabar e estar nos braços dele fosse a última coisa que pudesse fazer. Ele a beijava com vontade e ela tentou retribuir da mesma forma, mostrando todo seu desejo. Ela não sabia dizer que sempre fora assim, impulsiva e sempre fazer o que desejasse, mas sabia que não queria parar o que estava acontecendo naquele momento.

Quando Stephen a deitou na cama, seu peso sobre o dela, mas afastou para olhá-la nos olhos, sabia que, mesmo que tinham acabado de se conhecer, queria muito o que estava por vir, mas... precisava ser sincera com ela. Ele parecia um cara legal e merecia isso. Porra, ela não sabia se era virgem! Não sabia nada! Mas não sabia como contar isso para ele sem que ele se afastasse e desistisse da ideia. Resolveu ganhar tempo até achar um jeito de falar.

Puxou o rosto dele e o beijou mais uma vez, com vontade, explorando sua boca e seu pescoço. Suas mãos passeavam pelas costas e cabelo dele e com jeitinho, tratou de inverter as posições e ficar por cima. Ali ele não poderia fugir... não tão facilmente.

- Anjo, preciso lhe contar algo. – Antes que ele pudesse expressar alguma reação, o beijou novamente e só quando ele amoleceu de novo é que ela afastou e olhou em seus olhos. – Quando fui sequestrada...- sua garganta tratou por um segundo, devido as lembranças – Eu bati a cabeça. Desde então não me lembro de nada. Não sei quem sou. Só sei meu nome.

Sabia que estava indo tudo para o inferno por ela ter contado. Ele era bom demais para transar com ela  sabendo disso. Era um anjo afinal.

- Mas, por favor, me faça não pensar nisso por um momento. Não me rejeite. – Pegou a barra da camisa que vestia e a subiu pelo corpo, tirando-a pela cabeça e se revelando sua para ele. Não desviou os olhos dos dele.


I ❥ Larissa
avatar
Eva Rush
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 30
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Sab Jan 17, 2015 11:28 am

O post pode estar um pouco picante, então se você não tem idade o suficiente ou se não gosta de ler coisas do tipo, não leia! (Nem tá tão picante assim, mas mesmo assim estão avisados)

And maybe, I'll find out A way to make it back someday To watch you, to guide you Through the darkest of your days❝ Lari ❞
Por mais que fosse um cara extremamente a moda antiga, criado no interior do interior do Alabama, Stephen achava completamente irresistível uma mulher com atitude. Uma mulher que vai a luta e batalha pelo o que quer e não descansa um minuto sequer até conseguir o que tanto quer e era isso o que Eva aparentava.

Quando se afastou um pouco dela, a mulher não perder a chance de agarrá-lo mais uma vez e com uma facilidade surpreendente inverteu a posição deles, ficando por cima e fazendo que fosse possível observar mesmo sobre o tecido os seios dela. Isso o fez salivar e por muito pouco não levantou as mãos para apalpá-los com força.

Dentre todas as coisas do mundo, aquela era a que Steph imaginou nunca ser possível. Era azar demais para uma pessoa só. Já não basta a timidez, a falta de sucesso com as mulheres, a perda de seus pais... Agora, a mulher que realmente o fazia sentir-se louco... Estava sem memória.

Teria sido muito mais fácil ouvi-la dizer que era uma assassina, que era uma fugitiva ou qualquer coisa do tipo. Menos aquilo e com razão!

Não sabia o que pensar e muito menos o que fazer. Como deveria agir em uma situação daquelas? Ligar para a polícia? Para os médios? Os psicólogos? Alguém que fizesse regressão? Ou então uma pessoa que sabia fazer despacho? Se fosse uma das duas últimas opções... Não sabia onde iria achar alguém com tal capacidade.

- Mas... Só o nome? – Aquilo mais tava parecendo filme de ficção do que vida real. – Quem você é? Alguém de Maze Runner? – Parar em um lugar e se lembrar unicamente do nome era Maze Runner demais para ele e aquilo era tão improvável de acontecer de verdade que ele estava mais confuso do que tudo naquele momento.

- Isso não ta certo, Eva!  - Assim que fez menção de se levantar da cama para então sair do quarto... Eva fez algo que ficaria gravado eternamente na mente do homem. A imagem rodaria para sempre em câmera lenta a cada vez que se lembrasse do momento.

Qualquer tipo de protesto da parte dele morreu. Isso era tão horrível e sujo! Era quase um estupro. Abusar de alguém quem nem sabia quem era. Provavelmente se ela se lembrasse de quem era, do seu passado, de sua história, de toda a trajetória de sua vida... Não estaria agindo daquela forma, não iria querer alguém como Stephen. Tão quebrado.

Com toda a certeza iria queimar no fogo do inferno depois que morresse. Mas ele seria louco que simplesmente fingisse que não tinha visto nada e que não queria nada. Por isso, dominado por algo que ele não sabia o que era, ele inverteu novamente as posições, ficando por cima e vendo a pele que havia sido exposta.

- Você pode fazer isso acabar no momento em que quiser. – Que Deus jamais permita algo assim! Que ela não queira acabar com aquilo sem nem ter começado direito. Precisava saber como ela era em cada mínimo lugar. Precisava saber onde ela gostava que tocassem e onde mais gostava de ser beijada. – Mas antes eu preciso saber qual o seu gosto.

E sem esperar mais um único minuto, beijou-a com vontade, seus dentes bateram num primeiro momento e sua mão direita foi direto para o seio dela, apertando-o com vontade, sem se importar muito com a força que usava (embora provavelmente devesse se importar); enquanto sua outra mão a puxava pela cintura.

Sua mente gritava para ser mais gentil, para ser mais paciente, mas o seu corpo precisava ir mais rápido, com mais força e o mais intenso possível. E esperando que houvesse uma próxima vez para que pudesse recompensá-la, Stephen optou por fazer do modo que precisava.

Seus lábios desceram para o pescoço da mulher, distribuía beijos e algumas mordidas; suas mãos passeavam pelo corpo dela, sentindo sua pele se eriçar com o contato. A pele de Eva era macia, suave e isso fez com que o homem percebesse que ela não tinha nenhuma vida triste antes de ir parar ali.

Beijou os seios dela sem muita pressa quando percebeu que ela arqueava as costas cada vez sua boca entrava em contato com a área que já estava túrgida. Enquanto beijava e lambia um, sua mão tratava de massagear o outro até o ponto em que Eva não parava de se contorcer em baixo do homem.

Levantou um pouco a e era como se estivesse engatinhando para trás. Percorreu os lábios e a língua por toda a extensão do corpo da morena até chegar em seu quadril. Olhou mais uma vez em seus olhos para obter a confirmação que tanto precisava e quando Eva o olhou com toda aquela paixão... Foi toda a motivação que ele precisava.

****

Quando terminaram, Steph deitou-se ao lado dela e a puxou para si em um grande abraço. – Você já fez alguma coisa que ao mesmo tempo em que não se arrepende você quer pedir desculpa? – Ok, perguntar isso era maldade, já que ela não se lembrava em nada do seu passado, mas era exatamente assim como ele se sentia.

Não se arrependia por ter feito aquilo com ela. Ela era incrível, linda, sensacional e despertava um sentimento de posse no homem; mas ao mesmo tempo sentia-se mal por ter feito isso com uma mulher que poderia muito bem ser comprometida ou até mesmo mãe de família.

would you kill to save your life?

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Eva Rush em Sab Jan 17, 2015 1:15 pm

Are you an Angel?
♦ ♠ ♥ ♣

Por um breve momento (mas que pareceu durar uma eternidade) Eva pôde ver a incerteza no olhar de Stephen. Ele parecia ser correto demais para aceitar o que ela tinha a oferecer (a si mesma) depois do que ela havia lhe confessado. Ela sabia que não estava certo, realmente sabia. Ela não sabia quem era e podia ser casada, mãe de família... Na verdade ela podia ser tanta coisa e naquele momento ali, com Stephen, a quem não conhecia além do nome, não queria ser nada a mais do que era agora: uma garota com um nome, sobrenome, sem roupas e um desejo enorme por aquele anjo que no momento mudava sua posição para ficar sobre ela.

Stephen a beijou e Eva sabia que não iria parar nada entre os dois. Ele parecia urgente em tê-la. Suas mãos, a boca e seu corpo lhe mostravam isso e era uma coisa boa porque ela também o queria muito. Suas mãos passearam pelo cabelo macio dele e então para seu rosto e tirou-lhe com cuidado os óculos, de modo que ainda pudessem se beijar. Colocou-os sobre a mesinha de cabeceira e correu seus dedos pelas costas largas do rapaz e quando ele beijou lhe os seios não pôde evitar que suas unhas arranhassem a pele dele de um modo que aquela noite seria lembrada por ele naquela semana, quando olhasse no espelho.
- O que é esse lugar chamado Maze Runner?

Falou com a voz fraca e falha, enquanto ele descia pelo seu corpo, a distraindo totalmente de esperar por uma resposta. Seus corpo se arrepiava de uma forma gostosa e ansiosa e Eva não conseguia evitar esfregar suas coxas uma na outra, um claro sinal de desejo. Seus olhos se encontraram quando ele parou em seus quadris e Stephen pareceu ver algo ali entre eles, talvez o desejo que Eva sentia porque ele ou qualquer outra motivação, então não hesitou mais para a alegria da moça.

----xxx-----

Deitou-se no peito dele, se aconchegando em seus braços. Fazia muito tempo que não se sentia protegida e confortável. Na verdade não conseguia se lembrar da última vez que se sentira assim, claro.

- Bom anjo eu não sei né...  – Levantou a cabeça e apoiou o queixo no peito dele, o encarando com um sorriso. – Mas se estiver se sentindo assim por mim, por favor, pare. Você, de longe, foi a melhor coisa que me aconteceu desde que me lembro. Não estrague o momento grandão. – Deu-lhe um beijo na boca, de forma doce. – Mas se te faz sentir melhor, pense que a louca desmemoriada aqui que te seduziu e atacou. O que foi verdade. – Sentiu as bochechas corarem mais do que já estavam.

I ❥ Larissa
avatar
Eva Rush
Mal Falados
Mal Falados

Mensagens : 30
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Stephen Whiteley em Seg Jan 26, 2015 2:14 pm

And maybe, I'll find out A way to make it back someday To watch you, to guide you Through the darkest of your days❝ Lari ❞
Não queria que nada daquilo acabasse, mas o homem sabia que aquele conto de fada chegaria ao fim e infelizmente estavam na vida real, onde nem sempre o final é feliz. Ficar ali, deitado em sua cama, com Eva em seus braços não ajudaria em nada. Uma hora, mais cedo ou mais tarde, ela se lembraria de toda a sua vida antes de ter sido seqüestrada e não pensaria duas vezes em deixar Steph para a sua verdadeira vida.

Ele era apenas uma aventura, mesmo que aparentemente ela ainda não o visse dessa forma. Não havia nenhuma razão para Eva ficar depois que tudo fosse esclarecido em sua mente. Só que... Pensar nisso fazia com que ele nunca mais quisesse soltá-la. O que era completamente irracional já que mal se conheciam.

Ah, cara. Seus pensamentos estavam ficando depressivos demais. Ele era o que? Uma mulherzinha na TPM pra ficar sofrendo desse jeito? Não mesmo, por isso iria aproveitar o pouco tempo que tinha com ela.

- Vamos apenas dizer que eu me deixei ser atacado. – Sorriu minimamente e então depositou um beijo no topo da cabeça da mulher antes de se levantar. Coçou a cabeça, sem muito jeito e sem nenhuma noção do que fazer a seguir. Sabia que o correto seria ficar ali deitado com ela e dormirem juntos, mas e se ela não quisesse dormir com ele? E se ela precisasse de um tempo para colocar as ideias no lugar?

Não sabia se a mulher precisava de um pouco de espaço, e quem sabe até mesmo algum tempo, só sabia que ele precisava disso. – Vou tomar um banho. E... Beeem... Qualquer coisa é só me chamar. – Sim, ele era um grande covarde e estava fugindo da situação, porém, ele precisava se lembrar de quem era e de seus princípios. Não podia sair por aí abusando de jovens sem memória.

Precisava de um banho gelado para se acalmar e ir dormir, o céu já estava escuro e então seria um novo dia com novas perspectivas.

ENCERRADO


would you kill to save your life?

_________________

Only you can bring me back to life

avatar
Stephen Whiteley
Membros da Igreja
Membros da Igreja

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I want to make you feel beautiful

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum